Um homem de 20 anos que trabalhava como faxineiro em um shopping de Parauapebas, no sudeste do Pará, foi preso neste domingo, 26, por usar um aparelho celular para gravar por debaixo da saia das mulheres que frequentavam o estabelecimento. Ele cobria o telefone com um pano, deixando apenas a lente exposta, e seguia mulheres pelo shopping para fazer os registros. Uma adolescente de 14 anos desconfiou do faxineiro e avisou a mãe, que chamou a segurança do shopping. Após confirmarem a denúncia, a polícia foi acionada e prendeu o faxineiro, que foi levado para a carceragem municipal.

De acordo com os policiais, o homem disse que gravava mulheres desde o dia 18 de outubro, quando começou a trabalhar no shopping. Ainda segundo a polícia, como a denunciante tem menos de 18 anos o suspeito irá responder por armazenamento de cena pornográfica envolvendo criança ou adolescente, um crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente que pode ser punido com 4 anos de prisão.

Em nota, no shopping de Parauapenas disse que lamenta o ocorrido. A administração informou que está acompanhando o caso e prestando assistência à vítima, e que tomará medidas legais contra a empresa terceirizada responsável pela gestão dos serviços de limpeza.

A empresa Norte Serviços, que cuida da limpeza do shopping, disse que o suspeito foi contratado após um processo de seleção e treinamento. De acordo com a empresa, o contrato do faxineiro deve ser encerrado. Ainda segundo a Norte, a atitude do faxineiro foi um evento isolado, sem participação de outros funcionários.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.