Resultado do cruzamento de raças aliadas a técnicas de melhoramento genético, a criação do gado anão ou mini gado tem sido uma aposta de um produtor rural em Gurupi, localizado na região sul do Tocantins.

Esse tipo de raça chega a ter em média um metro de altura e um peso de 200 Kg e na propriedade do produtor rural Divino Iron Felício, a criação começou a quatro anos com um casal. Atualmente o produtor tem seis cabeças. “O tratamento com a raça é até melhor, porque eles comem menos, possui um gasto bem menor em relação ao gado maior e ainda é mais fácil de lidar. O animal é mais manso”, afirma Divino.

Mesmo com o tamanho pequeno, a fêmea dessa espécie costuma produzir a mesma quantidade de leite que uma vaca normal. O normal desse tipo é produzir 10 litros de leite. “É como se fosse um ser humano anão, entao é um problema de distrofia de membros, mas essa espécie não deixa a desejar em nada ao gado normal”, explica o veterinário Juscelino Guadalupe.

Para conhecer um pouco mais sobre as curiosidades do gado anão e como está a criação da espécie no Tocantins, acompanhe a reportagem do Jornal do Campo acima. (G1 TO).

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.