José Amilton da Silva Dias, acusado da morte junto com 2 menores de idade

A 2º Delegacia de Polícia de Araguatins finalizou na sexta-feira,12, um caso bárbaro de homicídio. O caso versa sobre o assassinato de José Maria Milhomem, conhecido como “Bracinho”, homicídio ocorrido na madrugada do domingo, 7.

O assassinato ocorreu por dívida de drogas e teve notas de crueldade em sua execução. O mandante do crime foi identificado como sendo o menor F.S.A., conhecido como “Colombiano”, conhecido traficante local. Juntamente com Colombiano dois outros coautores ajudaram no homicídio triplamente qualificado (mediante emboscada, por motivo fútil e com crueldade). Participaram do homicídio outro adolescente, T.M.S, e ainda José Amilton da Silva Dias.

Segundo as investigações, Colombiano tinha combinado a entrega de uma porção de drogas em um setor de chácaras, local conhecido por ser frequentado por usuários de drogas. Contudo, a entrega escondia uma emboscada. Junto com seus dois comparsas, Colombiano aguardava a vítima com dois facões e com uma foice, e ao surpreender José Maria o mataram com vários golpes da faca e foice na cabeça, vindo a decepar metade de seu crânio.

As investigações iniciaram-se no início do dia do crime, quando a equipe de peritos e agentes juntamente com o delegado Enio Walcácer deslocaram-se até a cena do crime. No local, após buscas, foi encontrada uma das armas do crime (um facão), além de marcas de luta corporal e corrida, bem como alguns objetos como o celular da vítima.

Em investigações realizadas no mesmo dia, foram identificados os números das últimas ligações realizadas pela vítima naquela noite, que apontavam para Colombiano. Após o levantamento e o cruzamento de informações os agentes chegaram até José Amilton da Silva Dias.

Em interrogatório na delegacia, junto aos Delegados Enio Walcácer e Rúbem Dário, José Amilton inicialmente negou as versões do fato, mas um detalhe da mentira foi descoberto quando os delegados perceberam um pequeno arranhão na testa de José Amilton. Neste momento, a equipe recordou de uma cerca de arame farpado no local de crime que poderia ter causado o arranhão, e, posto sob contradição José Amilton confessou a participação no crime, levando ao terceiro componente da ação, T.M.S., e ao mandante e autor principal do crime: Colombiano.

Após deferido o mandado de prisão contra José Amilton, e de apreensão contra T.M.S e Colombiano, as equipes iniciaram as buscas pelo terceiro componente, o adolescente de alcunha “Colombiano”.

Apenas no dia 12, com a parceria da DEIC Bico, a equipe do 2º DPC de Araguatins conseguiu encerrar o caso e apreender o último componente, e mentor de todo o crime bárbaro, resolvendo em definitivo mais este homicídio na cidade de Araguatins. (Ascom)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.