O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), coordenado pelo Presidente Paulo Carneiro, em parceria com a Empresa BUNGE e o Sindicato Rural de Pedro Afonso estão realizando o treinamento de “Trabalhador na Segurança no Trabalho – Aplicação de Agrotóxicos” em Pedro Afonso para 22 funcionários da Empresa.

Entre os conteúdos abordados nas aulas teóricas estiveram o conceito e características de agrotóxicos, formas de exposição direta e indireta, consequência do uso inadequado, sinais e sintomas de intoxicação, uso de vestimentas e equipamentos de proteção pessoal, limpeza e manutenção das roupas e equipamentos de proteção pessoal, medidas de primeiros socorros, destinação correta de embalagens vazias, rotulagem e segurança na aplicação, no transporte e no armazenamento.

O Engenheiro Agrônomo, e instrutor do SENAR, Gibson Neres, enfatizou a importância de qualificar a mão de obra para ampliar os resultados nas atividades, com uma atuação mais assertiva e eficaz. “A avaliação da turma é positiva, pela participação, compreensão e execução das ações. Todos estavam sedentos pela informação e se dedicam para colocar em prática aquilo que é abordado, o curso veio de encontro a necessidade que eles têm no dia a dia do trabalho”, finalizou.

Trabalha-se não só a teoria, como a parte de saúde e segurança na aplicação e uso dos equipamentos de proteção individual (EPI), mas abordou-se toda a questão da tecnologia de aplicação de agrotóxicos, com o princípio de “aprender a fazer, fazendo”.

De acordo com o Presidente do Sistema FAET/SENAR, Paulo Carneiro, os conteúdos técnicos e práticos visam à compreensão de medidas que possam minimizar acidentes de trabalho, doenças ocupacionais e que protegem a integridade e capacidade de trabalho da pessoa. “O SENAR oferece treinamentos, gratuitos, para auxiliar o cumprimento da NR-31, porque para uma correta aplicação é necessário conhecer os agrotóxicos e saber manipular os equipamentos de proteção individual”, complementou.

Conforme a NR-31 as ações de segurança e saúde devem contemplar a melhoria das condições e do meio ambiente de trabalho; promoção da saúde e da integridade física dos trabalhadores rurais; campanhas educativas de prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.