De janeiro até agora, mais de 1.200 trabalhadores foram encontrados em situação de trabalho semelhante ao de escravo no país. O resgate mais recente foi na última sexta-feira (19), na zona rural de Santa Rita do Tocantins, a cerca de 140 quilômetros de Palmas, no Tocantins.

Nove trabalhadores que atuavam na produção de carvão vegetal em uma fazenda foram submetidos a regime de trabalho forçado. Ele estavam alojados em locais com ausência de ventilação e sanitários e sem condições apropriadas para o preparo de refeições. Além disso, não recebiam equipamentos de proteção individual

Ao todo, 19 trabalhadores atuavam na propriedade. Dezoito deles não tinham registro. E dois eram menores de idade.

Foram lavrados 43 autos de infração pelo conjunto de infrações trabalhistas e pela grave violação de direitos humanos.

O empregador também foi obrigado a custear as verbas trabalhistas salariais e rescisórias devidas, no valor total de R$ 70 mil.

Os nove trabalhadores resgatados receberam três parcelas do seguro-desemprego especial, no valor de um salário mínimo cada.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.