O juiz da 3ª Vara da Fazenda Pública de Palmas, Helvécio Maia Brito, deferiu liminarmente Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE) e afastou do cargo o agente de polícia Diego Giovanni de Melo Silva, filho do deputado estadual Iderval Silva.

Conforme denúncia do MPE, assinada pelo promotor Adriano Neves, o servidor teria praticado ato de improbidade administrativa ao descumprir dever funcional de freqüência ao serviço. O agente, que ingressou no cargo em setembro de 2003, vem tendo abono de faltas e sucessivas promoções e remoções na Secretaria de Segurança Pública, mesmo cursando integralmente Faculdade de Medicina em Porto Nacional desde janeiro de 2005.

Ainda de acordo com a decisão, foi determinada a suspensão de pagamentos dos salários do servidor. A justiça vai ouvir outros quatro delegados que atuaram em cargos de chefia para apurar as responsabilidades de cada um. (Com informações da  Assessoria de Comunicação do MPE-TO)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.