Quatro estudantes maranhenses participarão, na segunda-feira, 29, em Brasília, da etapa final da Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro”. Os quatro alunos finalistas, sendo três de unidades de ensino da rede estadual e um da municipal, são dos municípios Imperatriz, Pinheiro, Presidente Juscelino e Rosário.

Tanto os estudantes, quanto seus professores e diretores serão premiados com medalhas e um aparelho de som portátil; as escolas e os municípios desses alunos também receberão placas; e o professor que tiver o melhor relato de prática, ganhará um aparelho de DVD.

Nesta etapa serão conhecidos os dois vencedores (campeões) da Olimpíada, os quais serão premiados da seguinte forma: professores e alunos receberão cada um, medalhas de ouro e um computador com impressora; as escolas serão agraciadas com laboratório de informática com 10 computadores e uma impressora e livros para o acervo da biblioteca; e o município receberá um selo concedido pelo Ministério da Educação.

Segundo a Supervisora de Currículo da Secretaria de Estado da Educação (Suc/Seduc), Narcisa Enes Rocha, a secretaria colhe, mais uma vez, os frutos de uma parceria profícua, pois ao aderir à Olimpíada de Língua Portuguesa, estabeleceu uma união, cujos resultados evidenciam o compromisso de promover e estimular ações voltadas a práticas relativas à formação do professor e à aprendizagem do aluno.

A cada etapa, os professores recebem orientações pedagógicas sobre materiais de leitura e escrita, participam de encontros para reflexão sobre as práticas educativas, a fim de aprimorar o processo de escrita dos alunos.

Aos alunos, o concurso possibilita resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre o seu lugar, o que contribui para o desenvolvimento de sua cidadania, fazendo da escola o lugar apropriado para que ambos pensem mundos transformados pela força da palavra lida e escrita.

A Olimpíada

A Olimpíada de Língua Portuguesa “Escrevendo o Futuro” tem o objetivo de contribuir para a formação de professores, visando a melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras. Desta forma, são os docentes quem escrevem as melhores produções textuais de seus alunos no certame. Este ano, no estado, 7.386 professores oriundos de 3.390 escolas públicas participaram da Olimpíada.

Com o tema “O lugar onde vivo”, a Olimpíada valoriza a interação das crianças e jovens com o meio em que vivem.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.