Uma comissão formada por técnicos das secretarias de Estado da Educação e de Igualdade Racial receberam, na tarde desta segunda-feira, 22, lideranças indígenas de várias etnias, com o objetivo de discutir ações ligadas à área de educação para as aldeias.

Participaram da reunião, a secretária de Igualdade Racial, Claudete Ribeiro, a secretária-adjunta de Planejamento e Orçamento da Seduc, Ivana Colvara, a secretária adjunta de Ensino, Graça Tajra, a supervisora de Educação Indígena, Isa Quadros, a superintendente de Modalidades e Diversidades Educacionais, Leonor Penha, a supervisora de Alimentação Escolar, Ana Ayres, entre outros.

Representando o Ministério Público, estava o promotor José Cláudio Cabral, assessor da procuradora-geral de Justiça. Em nome da Secretaria de Representação Institucional no Distrito Federal participou o secretário adjunto Marco Antônio Toccolini.

Durante a reunião, os índios relataram suas demandas concernentes ao setor educacional, principalmente em relação à merenda escolar, à construção de novas escolas e transporte escolar. Eles solicitaram uma reavaliação dos itens da merenda escolar e pediram ao governo que repense a estratégia de repasse dos recursos.

Para os índios, seria melhor que os recursos fossem repassados diretamente às associações comunitárias, com as quais ficaria a responsabilidade de comprar os itens da merenda.  Ana Ayres informou que a Secretaria de Educação já definiu a inclusão na merenda de gêneros da agricultura familiar, a exemplo de frutas e verduras.

Segundo Marco Antônio Toccolini, o Governo do Estado está se empenhando para sanar todos os problemas indígenas e atender o mais rápido possível às suas demandas. Ele disse que a governadora Roseana Sarney determinou atendimento prioritário às necessidades dos indígenas.

“Para isso, criamos um Comitê Gestor, formado por representantes das secretarias de Igualdade Racial e de representação em Brasília. Estamos acompanhando e buscando soluções. Estamos acompanhando todos os passos”, disse Marco Antônio Toccolini.

A secretária adjunta da Seduc, Ivana Colvara, sugeriu encontros periódicos com a participação de representantes das duas secretarias nas próprias áreas indígenas e a idéia foi acatada por eles. “Será uma forma de discutirmos os problemas de cada região, para podermos agilizar as soluções”, finalizou Ivana Colvara.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.