O escritório do Ministério das Relações Exteriores em Belém realizou encontro técnico entre representantes dos governos do Brasil e do Suriname para discutir a viabilidade da construção de uma estrada ligando os dois países. Representantes do Instituto de Pesquisa Rodoviária (IPR – ligado ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, (o DNIT), do Grupo de Segurança Institucional da Presidência da República e da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) participam da programação.

Na América do Sul, apenas o Brasil e o Suriname são países não ligados via terrestre, de acordo com o Ministério. No entanto, não existe nada orçado ou planejado até agora, e a reunião foi para analisar as condições e exigências de um projeto que seria elaborado, caso fosse entendido como possível.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores em Brasília, a ligação terrestre entre os dois países implicaria em muitas análises ambientais: apenas 15 quilômetros da fronteira entre o Brasil e o Suriname não fazem parte de reservas ambientais ou indígenas, áreas essas onde uma construção de uma rodovia é impossível.

Por outro lado – o da logística -, a conexão entre os dois pontos faz crescer o olho do comércio em cima de um futuro projeto. Ainda segundo o Ministério, as exportações para o Caribe, que hoje têm de ser feitas pelo Nordeste ou por São Paulo (SP), poderiam acontecer pelo Norte do país, e as distâncias cairiam para trajetos de cerca de 400 quilômetros apenas. A assessoria do MRE não pôde apresentar números relacionados ao tema, já que não há nada de concreto sobre o assunto até agora. (O Liberal)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.