Continua interditada, desde quinta-feira, 18, as obras da Ferrovia Norte-Sul em Alvorada, a 343 quilômetros de Palmas, Sul do Tocantins, depois que o Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) do Estado constatou irregularidades no tratamento dado pelas empreiteiras aos operários.

Familiares dos trabalhadores fizeram a denúncia e a fiscalização constatou dede falta de água potável e precariedade do transporte da alimentação, até péssimas condições de higiene, além de salários atrasados.

Representantes da Triunfo Iesa Estruturas S/A (Tiisa) e da GPS Comércio e Serviços Ltda, responsáveis pelas obras da Ferrovia Norte-Sul em Alvorada, assinaram com o Ministério Público do Trabalho (MPTb) um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) determinando melhorias nas condições de trabalho no trecho, que totaliza 65 quilômetros. (T.C.)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.