Equipes de promotores e policiais militares do Grupo de Apoio ao Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado (MPE) cumpriram nesta terça-feira (18) mandados de busca e apreensão na sede da prefeitura de Vitória do Xingu e na casa do prefeito do município, localizado na região sudoeste do estado. A operação foi solicitada pelo MPE, que investiga denúncias de supostas fraudes em licitações públicas e improbidade administrativa.

O prefeito estaria viajando e não foi encontrado na residência. Segundo o Ministério Público, na casa foram encontrados documentos da administração pública e pouco mais de R$ 24 mil em dinheiro.

Na sede da prefeitura, a equipe recolheu malotes de documentos de processos licitatórios do período de 2012 a 2014, referentes a obras públicas já concluídas ou em execução no município. Toda a documentação encontrada será submetida a uma avaliação de um grupo técnico do MP e do Tribunal de Contas do Estado para contar se houve ou não irregularidade nas licitações.

Investigação

O MPE recebeu denúncias anônimas e depoimentos de moradores de Vitória do Xingu sobre possíveis fraudes em contratos de licitações de empresas responsáveis pela execução de obras públicas. Entre os depoimentos, estava o de um ex-vereador.

Segundo o procurador geral da prefeitura da Vitória do Xingu, o município está colaborando com as investigações e desde o ano passado fornece os documentos que haviam sido solicitados pelo Ministério Público Estadual.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.