A Polícia Civil do Tocantins recuperou 7 aparelhos de TV, de última geração, um notebook e um forno microondas frutos de crimes contra o patrimônio, ocorridos na região Norte de Palmas. A ação foi deflagrada pela 3ª Delegacia de Polícia Civil de Palmas (3ª DPC) nesta terça-feira, 27, com desdobramentos na manhã de hoje.

Segundo o delegado adjunto daquela unidade policial, Hudson Guimarães Leite, as investigações foram iniciadas em 30 de setembro, com a notícia de crime de furto na área de circunscrição da delegacia. “Após a informação, pela vítima, de que sua televisão havia sido furtada, várias técnicas investigativas foram utilizadas até chegarmos à localização do bem, em residência nas proximidades do local do crime”, declarou.

Junto com a televisão objeto do furto, foram apreendidos mais dois aparelhos de TV – 01 Smart TV LED, 43 Polegadas, marca LG, modelo 43LJ5500 HD e 01 Smart TV LED 4K ultrafina, 50 Polegadas, marca Philips, modelo 50PUG6102/78 – de procedência duvidosa, tendo em vista que o indivíduo que estava em posse dos eletrodomésticos não conseguiu apresentar provas de que suas aquisições deram-se de forma lícita ou de boa-fé. “O suspeito alegou que teria adquirido, junto a um terceiro, as três televisões pelo valor unitário de oitocentos reais, preço bastante abaixo do valor de mercado, e, por isso, poderá responder judicialmente por receptação dolosa”, frisou o delegado.

A partir do depoimento do receptador, identificado como Alanderson Santos Coelho, 29 anos, e de todo o conjunto de provas levantadas na apuração do fato, equipes da 3ª DPC puderam identificar Jefferson Waskievicz Nascimento, 31 anos, como o suposto autor dos furtos das televisões apreendidas. Em diligências na manhã desta quarta-feira, 28, Jefferson foi preso pela Polícia Civil. A partir de sua prisão, mais quatro televisões, um notebook e um forno microondas foram apreendidos, possivelmente, também, objeto de crimes contra o patrimônio e os policiais civis não descartam a possibilidade de novas apreensões.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis na 3ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, o indivíduo será submetido a exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal de Palmas e recolhido à Casa de Prisão Provisória local. ( Priscila Cadore)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.