A diversidade da cultura amazônica e a criatividade dos profissionais do Polo Joalheiro do Pará ganharam a passarela montada no Espaço São José Liberto na noite de quarta-feira, 8, no desfile de lançamento da coleção “O Luxo da Cultura e da Natureza Amazônica”. Junto com o lançamento do novo site da instituição e do catálogo virtual com as peças da coleção, o desfile marcou a abertura da VII Pará Expojoia – Amazônia Design, a feira de joias que é referência no setor joalheiro do norte do país.

As 104 joias produzidas para a coleção seduziram o público adornando pescoços, orelhas, braços e dedos de 14 modelos, orientadas por Diogo Carneiro, produtor de moda. Responsável pela concepção do desfile apresentado na abertura e pelo desfile que aconteceu nesta quinta-feira, 9, para lançar a coleção de joias Anima Mundi, Diogo informou ter criado um “desfile clássico e elegante, para dar bastante visibilidade às joias”.

As peças em ouro, prata, várias gemas minerais e orgânicas, inspiradas na beleza dos elementos culturais e da natureza da região, foram criadas durante o wokshop coordenado por Regina Machado, consultora de Estilo do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM). Toda essa riqueza de formas, cores, brilhos e texturas, que formam a diversidade amazônica, também foi expressa nos traços das modelos – negras, brancas, morenas e orientais -, que personificam a miscigenação de raças característica do povo brasileiro.

Resultados

Na solenidade de abertura, o professor Evaldo Raimundo Pinto da Silva, presidente do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), ressaltou o trabalho realizado pela instituição nos últimos quatro anos de gestão do Espaço São José Liberto/Polo Joalheiro, desenvolvendo projetos e ações de capacitação, promoção e divulgação da joia do Pará no Brasil e no exterior.

O presidente enfatizou que a administração do Igama deixa projetos em andamento, um quadro de funcionários enxuto e “o orgulho do trabalho realizado”. O Igama responde pela gestão do São José Liberto desde maio de 2007, quando foi qualificado pelo Governo do Estado.

Sobre a realização da Pará Expojoia, disse Evaldo Pinto que era um compromisso do Igama com todos os profissionais atendidos pelo Projeto de Gemas e Joias, que precisava ser cumprido mesmo em período de transição de governo. “Hoje, esses profissionais são reconhecidos internacionalmente, e esperamos que o trabalho realizado pelo Igama sirva de referência para os novos administradores”.

Patrocinador da feira desde sua primeira edição, o Sebrae-PA foi representado pelo gerente da Unidade de Indústria, Marcelo Ribeiro Araújo, que destacou o êxito alcançado pelo Projeto de Gemas e Joias com a parceria do Igama, ressaltando a expansão das ações para a região de Carajás, já concretizada no município de Parauapebas, e para o município de Itaituba, no oeste do Pará, que deverá acontecer em 2011.

Marcelo Araújo lembrou que, há 10 anos, o Polo Joalheiro ainda “estava engatinhando”, e hoje a produção de joias local é referência nas feiras do setor realizadas no Brasil e em outros países. E acrescentou que a Pará Expojoia se firmou como “a única feira no Norte a representar o setor”.

Representando os produtores, João Amorim, vice-presidente da Associação dos Joalheiros do Espaço São José Liberto no Pará (Ajepa), relembrou o apoio institucional dado ao Polo Joalheiro e disse que hoje essa produção “é um orgulho para cada produtor, empresário, ourives, designer e lapidário, que vem trabalhando ao longo desses anos”.

Superação

Rosa Helena Neves, diretora executiva do Igama, agradeceu ao Sebrae-PA, ao Governo do Estado/Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), a todos os profissionais do Polo Joalheiro e ao Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), que apoiou o projeto desde o início.

Ela destacou a superação da meta de produção de peças para a coleção deste ano. “Não é um trabalho fácil, mas é possível porque há uma rede de pessoas e instituições que trabalham com esse objetivo”. Rosa Helena Neves anunciou para a próxima semana a inauguração do Laboratório de Design, e agradeceu a participação dos profissionais italianos Stefano Ricci, Cláudio Franchi e Paolo Carlucci, responsáveis pelos três Workshops Internacionais de Design e Ourivesaria realizados em sua gestão.

A diretora finalizou afirmando que o Polo Joalheiro “é um projeto único no mundo, reconhecido na Europa, Ásia e América do Norte. Em todos os eventos que participamos, sempre são destacadas a importância do projeto de gemas e joias e a beleza do Espaço São José Liberto. E todo esse trabalho só foi possível porque sempre existiu confiança, respeito e seriedade”.

Após os pronunciamentos, o diretor de Comercialização do Igama, Thiago de Albuquerque, e o diretor da empresa Equilibrium Web, Sebastião Farias, apresentaram o novo site do Espaço São José Liberto (www.saojoseliberto.com.br), que, além de informações sobre a instituição, joias e artesanato, terá a opção de comercialização virtual dos produtos.

Também participaram da solenidade Ana Elisabete Reimão, representando a Secretaria de Estado de Governo (Segov), Rosângela Gouvêa, coordenadora do Curso de Design da Universidade do Estado do Pará (Uepa), que representou a reitora Marília Xavier, e Regina Caraciollo, do Sindicato de Guias de Turismo do Pará.

A programação da VII Pará Expojoia – Amazônia Design prossegue até domingo, 12, com a oficina de lapidação de gemas, coordenada pela lapidária Leila Salame, os lançamentos da coleção Anima Mundi e do Preview Design de Joias e Bijuterias, palestras, atrações culturais e sorteio de joias e brindes.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.