Cumprindo agenda de compromissos pelo Estado do Pará, a governadora Ana Júlia Carepa esteve no município de Cachoeira do Piriá, onde visitou as obras de construção e instalação do microssistema de abastecimento de água do bairro da Piçarreira.

Distante 250 quilômetros de Belém, a cidade cachoeirense ganha mais um sistema de abastecimento de água com mais de um quilômetro de rede de tubulação, beneficiando 60 famílias do bairro. Os recursos, que superam a casa dos R$ 378 mil, foram garantidos por meio do Programa de Aceleração do Crescimento da Fundação Nacional de Saúde, o PAC/Funasa, que assegurará a conclusão das obras.

Somada ao sistema de abastecimento de água realizado pelo governo do Estado – já existente -, a expansão da rede de distribuição de água chegará a mais de 1800 pontos/famílias, sanando uma demanda antiga da comunidade que sofre com o serviço precário, como é o caso de Francisco Gomes da Silva, comerciante de 58 anos, casado e pai de seis filhos.

“Há anos sonhamos com o fim do problema da água”, disse Francisco, que trabalha com revenda de frangos. “Outros governos prometeram, mas só agora que estamos vendo as obras de fato saírem da promessa. Enfim vamos parar de ir pegar água em latas e vasilhas nos poços que são cavados no meio da cidade”, completou o piauiense de nascimento, mas que escolheu o Pará para morar.

Assistência rural

Em seguida, a governadora foi recebida por funcionários da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e populares, ao visitar o escritório do órgão no município. Sob a coordenação local de José Antônio Cruz, o escritório da Emater atende a centenas de famílias que optaram por investir na produção agrícola ou rural. “Antes, os produtores rurais cuidavam de forma artesanal de suas terras. Com a assistência prestada pela Emater, houve não só a profissionalização do comércio da produção, mas também engrandecimento de informações e técnicas agrícolas por parte dessas famílias”, destacou o coordenador.

Durante a visita ao escritório, Ana Júlia viu os equipamentos que foram recentemente repassados à Emater de Cachoeira do Piriá, mas que também atenderão as demandas da regional Capanema. Ao todo, foram repassados quatro notebooks, três computadores de mesa com nobreaks, um projetor de imagens, além de seis novas viaturas, sendo duas pickups, seis motos e uma lancha de alumínio tipo voadeira. O escritório já tinha recebido, em outra oportunidade, uma pickcup, duas motos e dois carros de passeio, que servem para os 15 funcionários do órgão desempenharem suas tarefas tanto por terra, como pelos rios.

“Agora a Emater poderá chegar onde antes tinha dificuldades”, salientou a governadora, ao receber as congratulações de servidores do órgão e de produtores rurais de Cachoeira do Piriá, que aproveitaram a oportunidade para agradecer a governadora por ter tido a iniciativa em investir “também nos pequenos”, nas palavras de um dos produtores. “O barco, com capacidade para oito pessoas, será usado para atender inclusive a centros comunitários quilombolas de Itamoari, Paca e Anigal”, pontuou Ana Júlia.

O deputado estadual Carlos Bordalo lembrou ainda sobre a entrega de equipamentos pelo governo do Estado ao município, destinados às obras de abertura, recuperação e manutenção de estradas vicinais. Ao todo, foram entregues uma caçamba, um trator agrícola, uma motoniveladora e uma pá carregadeira, equipamentos estes que compõem o kit Faz Estrada, avaliados em R$ 1,1 milhão.

“Podem perguntar para os prefeitos de Viseu, Santa Luzia, Ourém, Capanema se as prefeituras também não receberam esses equipamentos”, sublinhou Ana Júlia, completando a informação de que os recursos para atendimento da farmácia básica dos 143 municípios paraenses também são repassados mensalmente, independentemente da situação fiscal da prefeitura. “Adimplentes ou não, todas as prefeituras, sem exceção, recebem os recursos para a saúde”, esclareceu Ana.

Segurança

Na ocasião, a governadora entregou, nas mãos do investigador de polícia, Corrêa Lima, as chaves de uma viatura completa e equipada para a Polícia Civil. “Mesmo em localidades pacíficas, como Cachoeira do Piriá, a segurança pública precisa ser atuante e firme. Por isso, recebemos essa viatura com muita alegria”, disse o investigador Lima. (Renata Biondi)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.