O Pará é uma das unidades da Federação onde menos se investe dinheiro por aluno matriculado no ensino básico em escolas públicas. Cada estudante no Estado custa, ao ano, R$ 2.006,35 para o governo. Cerca de R$ 386,00 por mês, apenas. A informação é da organização não-governamental Todos Pela Educação. O montante é a soma de gastos com salários de professores, manutenção dos colégios e todos os insumos da escola. A média nacional, em 2009, ficou em R$ 2.948 por aluno ao ano.

Somente três estados têm investimento inferior ao dos alunos paraenses: Bahia (R$ 1.766,94), Paraíba (R$ 1.802,39) e Amazonas (R$ 1.868,07). A quantia apontada no Pará é duas vezes e meio abaixo do valor dos estudantes do Distrito Federal, líder no ranking. Cada aluno da capital federal equivale a R$ 4.834,43 por ano. Os dados são referentes ao acompanhamento das cinco metas do movimento para 2012: acesso, alfabetização até os 8 anos de idade, aprendizado adequado à série, conclusão na idade correta e financiamento e gestão da educação, em todo o País. A pesquisa avaliou também o índice de aprendizado em português e matemática.

No entanto, o Pará tem resultados dentro das expectativas em duas metas: a que trata do atendimento escolar, cujos indicadores revelam que 90,03% de suas crianças e jovens entre 4 e 17 anos estavam na escola em 2009; e a que trata da conclusão dos ensinos fundamental e médio na idade adequada. No ensino fundamental, pelo menos 40,51% dos concluintes tinham idade até 16 anos, enquanto no ensino médio 31,68% indicaram como idade limite 19 anos. (O Liberal)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.