Sem títuloOs trabalhadores rurais do acampamento Agroplanalto, situado na região de Açailândia, estão ocupando a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em Imperatriz. A ocupação tem como principal objetivo a regularização de terras do acampamento Agroplanalto.

De acordo com os ocupantes, há cinco anos que eles reivindicam que o programa “Terra Legal”, criado pelo o Ministério do Desenvolvimento Agrário, cumpra com os compromissos assumidos durante as audiências públicas. Ainda conforme os ocupantes, o ato de advertência é maneira de pressionar uma posição legal do INCRA.

Conforme a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Açailândia, Luziana Maria da Cruz, até o momento, o Incra não resolveu a pendência da comunidade do Agroplanalto. “O Incra nunca resolveu nada e fez a gente vir até aqui. Esse é um dos maiores motivos. O medo de ser titular da terra da União em nome das grandes empresas que estão se formando na região do Novo Oriente, em Açailândia”, afirma.

Ainda segundo a presidente do Sindicato, Luziana Maria da Cruz, com a regularização das terras, todas as famílias pretendem aumentar ainda mais a produção agrícola na área do acampamento Agroplanalto.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.