sem-titulo

A Convenção Interestadual dos Ministros e Igrejas Assembleias de Deus do Seta (CIADSETA), encerrou na manhã deste domingo, 18, os trabalhos convencionais realizados durante a 74ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) na cidade de Augustinópolis, norte do Tocantins, igreja liderada pelo anfitrião, pastor João Carmo. Foram mais de 3 dias de trabalhos consecutivos na direção do presidente, pastor Paulo Martins Neto.

A abertura foi na noite do dia 15, quinta-feira, com plenárias durante o dia e parte da noite de sexta, 16, e sábado, 17.

Convencionais de todo o Estado e outros da federação estiveram presentes no encontro. Pastor anfitrião, João Carmo, preparou o início da AGO com entrada de diversas bandeiras, entre elas, do Brasil, Tocantins, município e outras.

A temática da AGO foi com base ao livro de 1º Samuel 16.5: “Homem de Deus, Homem de Paz” e contou com a participação de vários pregadores, entre eles, o pastor Eli Borges da Assembleia de Deus Madureira, representante político daquela Convenção e deputado estadual do Tocantins.

No culto de abertura o pregador foi o pastor Josivan Medeiros de Colmeia-TO. Nos demais dias seguiu a ordem conforme o cronograma estabelecido pela secretaria da CIADSETA.

Durante a AGO aconteceram também 51ª UEMADS (União das esposas dos pastores); a 19ª UNIFILHOS, para os Jovens, filhos e filhas de obreiros; a 12ª UNIKIDS, para os menores, filhos e filhas de obreiros; e a 6ª UNITEENS, adolescentes, filhos e filhas de obreiros.

No sábado à noite houve consagração de vários obreiros à evangelistas. Já no domingo, antes da distribuição da Santa Ceia foram quatro evangelistas ordenados a pastores e quatro transferências de pastores presidentes de campo foram realizadas pela presidência da Convenção.

A sede da 10ª área administrativa anteriormente sediada na cidade de Cachoeirinha, tendo à frente o pastor Cláudio foi transferida para a cidade de Tocantinópolis, Tocantins, novo supervisor, pastor João Eudes. (Ascom)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.