araguaina_onibus

A empresa Passaredo, que presta o serviço de transporte público, em Araguaína, no norte do Tocantins disse que vai manter os ônibus circulando mesmo após o fim do contrato, que venceu na última sexta-feira (16).

Muita gente continuou reclamando sobre a qualidade do serviço público. “Cidade com pouco ônibus. Infelizmente a estrutura em que está a desejar qualidade está a desejar”, aposentado, José Carlos da Silva.

A Passaredo chegou a anunciar que reduziria o número de ônibus nas ruas de Araguaína, alegando prejuízos financeiros com a ação de clandestinos no transporte de passageiros.
A prefeitura diz que está aguardando a chegada de diretores em Araguaína para discutir a situação do contrato que foi assinado no mês de junho e venceu na última sexta-feira (16). A proposta feita pelo município à Passaredo era a de assinar um outro contrato emergencial até o mês de janeiro.

Na semana passada o presidente da Agência Municipal de Trânsito e Transporte, Gustavo Fidalgo, chegou a dizer que a empresa não havia aceitado renovar o contrato de emergência.
“Nós já temos um documento apresentado pela própria Viação Passaredo do não interesse na continuidade dos serviços, de forma emergencial na nossa cidade. Por outro lado, nós temos em andamento já um processo licitatório que vai abrir pela quinta vez.”

Atualmente a empresa opera com 25 ônibus na cidade.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.