O prefeito de Araguatins, Cláudio Santana (PMDB), teve as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado, relativo a sua passagem pela presidência da Câmara Municipal, em 2011. O limite dos gastos do Poder Legislativo, ficaram acima dos estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A decisão da Corte não é definitiva e cabe recurso.

Cláudio comentou sobre o assunto. “Vejam vocês que o mesmo Tribunal, no relatório, considerou que a minha gestão orçamentária, financeira e patrimonial foi satisfatória, avalizando que não houve qualquer tipo de corrupção ou desleixo com o erário público. O fato questionado por eles é sobre os gastos terem ficado acima do permitido. E esse questionamento se refere porque na época, reajustamos os vencimentos dos parlamentares, de acordo com a inflação da época, apenas isso. Sem contar que fizemos um acordo e a Câmara devolveu esse valor que eles consideraram ter ficado a cima do permitido. Respeito a decisão do Tribunal, porém vamos recorrer, por entender que fomos injustiçados, ainda mais quando eles próprios foram taxativos em considerar nossa gestão adequada. Já tomamos as providências e tenho certeza que vamos corrigir isso”, disse o hoje prefeito de Araguatins.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.