A Justiça acatou pedido do Ministério Público e transformou a prisão em flagrante do técnico em defesa social e candidato a vice-prefeito na chapa de Carmem Alcântara, na eleição de 2016, Cícero Paulo da Costa, em prisão preventiva.

Cícero Paulo foi preso por suspeita de estar recebendo propina para levar drogas, aparelhos celulares e outros objetos para dentro da Cadeia de Pública Augustinópolis. A ação foi realizada na quinta-feira, 14, pela Delegacia de Polícia de Augustinópolis, durante a “Operação Agente Duplo”.

O acusado será transferido para a Cadeia de Tocantinópolis.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.