Jean Altamir Rodrigues da Silva, acusado de ser o mentor do assassinato da missionária Maria Francisca Vaz e da atendente Joanice de Souza, em Redenção-PA, no último sábado, 9, postou em seu perfil no Facebook, um dia após o crime, no domingo, 10, uma mensagem de suposta “lamentação”, tentando passar a sensação de tristeza.

“Lembranças, saudades, muitas saudades”, escreveu Jean na postagem acompanhado de um vídeo onde a missionária aparece cantando um hino religioso.

O motivo do crime teria sido o interesse de Jean na casa da sogra em uma apólice de seguro que a missionária possuía no valor de R$ 200.000,00. A filha da missionaria e esposa de Jean, Aline Vaz, também participou do crime, junta com outras três pessoas.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.