Alvo da 6ª Fase da Operação Ápia, da Polícia Federal deflagrada na manhã desta quarta-feira (13) e conjunto com a Procuradoria Geral da República e autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a deputada federal, Dulce Miranda (PMDB), se manifestou por meio de Nota, na tarde des quarta.
Entre os alvos da operação também está o deputado Carlos Henrique Gaguim (PODE).
Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e oito intimações.
Com a palavra, Dulce Miranda:

NOTA

Sobre a 6ª Fase da Operação Ápia, informo que na manhã de hoje, a Polícia Federal (PF) fez buscas e apreensões no meu Gabinete Parlamentar na Câmara dos Deputados, no apartamento funcional, em Brasília, e na residência privada, em Palmas (TO). Não houve condução coercitiva, o meu depoimento foi agendado e compareci à PF, em veículo próprio.

Destaco que respeito o trabalho do Poder Judiciário e da Polícia, entretanto desconheço o teor do processo e da investigação. Estou à disposição da Justiça para esclarecer todos os fatos necessários. Tenho todo o interesse em demonstrar a minha clara e absoluta inocência.

Este é o meu primeiro mandato eletivo. Continuarei fazendo o meu trabalho com o amor e a dedicação de sempre, exercendo o mandato parlamentar com transparência, honra e probidade. Valores estes que carrego na vida pessoal e no exercício de cargos públicos.

Deputada Federal Dulce Miranda

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.