Mais de 1,2 mil metros de rede para pesca foram apreendidas pela Polícia Militar Ambiental (PMA) nesse final de semana, no Rio Tocantins. A apreensão dos materiais predatórios ocorreu entre os dias 9 e 10 de dezembro durante fiscalizações nas regiões de Praia Norte, Sampaio, Buriti e São Sebastião.

Os policiais informaram que durante a fiscalização aquática foram encontradas várias redes de pescar armadas no rio. O objetivo do patrulhamento é evitar a pesca predatória, principalmente no período de piracema, que começou no dia 1º de novembro.

Os 1,265 metros das redes de diversos tamanhos foram levados para a o depósito da Polícia Ambiental. Até a publicação dessa matéria ninguém havia sido preso.

Conforme o Naturatins, até o dia 28 de fevereiro, quem for flagrado pescando poderá ser multado, ter o pescado apreendido. A multa varia R$ 700 e R$ 100 mil, além de um acréscimo de R$ 20 por cada kg de pescado. Também está proibido o transporte, comercialização e beneficiamento de peixes pescados em rios e lagos. (G1)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.