Após a Polícia Federal ir até a Câmara dos Deputados, onde cumpriu mandados judiciais – autorizados pelo Supremo Tribunal Federal – no gabinete da deputada federal, Dulce Miranda (PMDB) uma dos alvos da 6ª fase da Operação Ápia, deflagrada na quarta-feira, 13, em conjunto com a Procuradoria-Geral da República, o Diretório estadual do PMDB, resolveu suspender a reunião que faria nesta sexta-feira, 15, em Palmas.

Na pauta do encontro estava o processo eleitoral de 2018, companha de filiação de pré-candidatos a deputados, composições e o futuro do governador Marcelo Miranda, se disputa a reeleição ou uma cadeira no senado.

Com o abalo forte provocado pela Operação Ápia, atingindo uma de suas principais líderes e referência, a cúpula peemedebista achou por bem abortar a reunião.

 

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.