O jornalista Luiz Armando Costa, informou em seu blog, na manhã desta segunda-feira, 18, que o Governo do Estado, não deve cumprir com os servidores estaduais, o pagamento do 13ª Salário, em 2017.

Leia a postagem:

Prego batido e ponta virada. O governo não vai pagar mesmo o 13º salário depois de amanhã. O servidor público pode refazer as contas de final de ano: o governo só conseguirá pagar o 13° e o mês de dezembro, em janeiro de 2018.

Ou seja, no orçamento de 2018. Não tem hoje nem financeiro nem orçamento. Uma decisão administrativa sensata dada a situação fiscal, ainda que leve aperto circunstancial aos funcionários.

O mês de dezembro, conforme apurou este blog, será pago no dia 10 de janeiro. Ou seja, os servidores podem dar cheques pre-datados que os salários serão liberados naquele dia.

Conforme apurou o blog na manhã desta segunda não há recursos para o pagamento dos salários dos servidores. O governo não conseguiu captar recursos necessários. O governo tinha a expectativa de pagar o 13° salário depois de amanhã, quarta-feira, dia 20.

Ainda que esteja pagando os salários em dia (liberou o pagamento no início de dezembro), diferente de outros Estados que estão parcelando salários, técnicos do governo antecipam que não há qualquer possibilidade do 13º salário na quarta-feira, dia 20.

O governo não conseguiu ainda comercializar a folha de salários (negocia com o BB) e os recursos que esperava do governo federal não cumpriram a expectativa. E o governo não pode fechar o exercício descumprindo os 25% obrigatórios de aplicação na Educação.

Há duas semanas, o governo precisava de no mínimo mais R$ 350 milhões para fechar a folha líquida dos salários de novembro/dezembro e 13°. Gastou R$ 327 milhões com a folha de novembro (a 12ª folha em 11 meses já que pagou dezembro/2016 em 2017) e na semana passada, refazendo as contas, a Administração necessitava de mais R$ 120 milhões.

Não conseguiu e não há previsão que isto aconteça até o final do ano. (Blog do Luiz Armando)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.