Connect with us

Bastidores

1º projeto de Mandato Coletivo do Tocantins lançará pré-candidatura no dia 29 de Julho

Publicado

em

Será lançada no próximo dia 29 de julho a pré-candidatura do movimento SOMOS, primeiro mandato coletivo do Tocantins e da Região Norte do Brasil, que tem como objetivo buscar uma vaga na Câmara de Vereadores de Palmas. Esse modelo de candidatura já ocorre em outros Estados, como Goiás, Pernambuco e Minas Gerais, e tem crescido nos últimos tempos nos demais entes federativos.

Nessa nova proposta de democracia aparecem as figuras dos Covereadores e das Covereadoras, que possuem voto e poder de decisão junto com o vereador eleito. No caso do SOMOS, o vereador que deve ser registrado na urna como candidato será o servidor público e ativista social Alexandre Peara, filiado ao PSB. A covereança será composta inicialmente pela administradora e pesquisadora, Thamires Lima, e pelo estudante de arquitetura e urbanismo e militante da juventude Augusto Brito.

“Hoje para ser candidato a vereador ou vereadora, basta uma única pessoa ser referendada pelo partido, ser registrada na disputa eleitoral e receber os votos necessários para ser eleita. O Mandato Coletivo seguirá essas regras eleitorais. Uma única pessoa será oficialmente a escolhida para ser registrada, que é o Peara”, explicou Thamires.

De acordo com Peara esse é um modelo muito mais democrático e representativo dentro da Câmara Municipal. Ele afirmou que também são instituídas nesta forma de mandato, as figuras dos Conselheiros e Conselheiras. “São pessoas que representam diversos segmentos da sociedade, que defendem pautas específicas e que serão consultadas com o objetivo de fortalecer a participação popular na criação de projetos de leis, fiscalização do Paço e consultas públicas efetivas para a comunidade”, disse.

O movimento também já tem realizado um planejamento da pré-campanha, criou o estatuto interno do Mandato e já tem se mobilizado nas redes sociais. Eles reforçam o discurso de não reeleição e pregam uma mudança no legislativo municipal. “Temos vereador que está há 24 anos no mandato. Isso precisa mudar. O Mandato Coletivo é uma forma viável de conseguir uma cadeira no legislativo, em meio a esse sistema dominado pelas mesmas pessoas, que vivem se perpetuando no poder”, disse Brito.

O que é o SOMOS?

De acordo com Peara, O SOMOS é um projeto de mandato coletivo inédito e inovador na história de Palmas. Ele reforçou que o objetivo é buscar representatividade no parlamento municipal. “Uma candidatura conjunta de tocantinenses inconformados com a falta de representatividade na Câmara de Vereadores e que agora querem uma reformulação da participação popular nas tomadas de decisões no legislativo palmense”, explicou.

O que é um Mandato Coletivo?

Conforme Brito, o Mandato Coletivo é uma alternativa inovadora para trazer pluralidade para a Câmara de Vereadores de Palmas Ele afirmou que essa é uma forma de fazer política de maneira inteligente. “É um avanço democrático, onde o compromisso básico do representante é o compartilhamento do poder decisório com um grupo de representados. Na prática, a parcela da sociedade que não tem os seus direitos garantidos e que não se sente representada nos espaços de poder, passa a ser protagonista no processo de formulação de políticas públicas e na tomada de decisão legislativa”, destacou.

O que quer o SOMOS

De acordo com o grupo, o objetivo é ser o primeiro mandato legislativo coletivo de Palmas. “Queremos ser representatividade em um espaço de poder que hoje não representa os interesses de muitos palmenses. Seremos as vozes da cidade na Tribuna e trabalharemos projetos de forma inteligente, ouvindo cada segmento. Queremos um mandato formado por pessoas comuns, engajadas e que seja de fato acessível. Nosso ponto de partida é a construção de um movimento que venha mostrar aos cidadãs e cidadãos, que todos e todas, independe de raça, gênero ou classe social, podem e devem ocupar os espaços de poder”, finalizou Thamires.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

Presidente da ATM testa positivo para a Covid-19

Publicado

em

O presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM) e prefeito de Pedro Afonso, Jairo Mariano, comunicou que testou positivo para Covid-19.

O gestor fez o teste de método RT-PCR na última sexta-feira, 31 de julho, em Pedro Afonso, e recebeu o resultado conclusivo no sábado, 01 de agosto.

Jairo Mariano revela que sentiu sintomas leves da Covid-19 . Atualmente, o gestor encontra-se em isolamento domiciliar, tomando a medicação indicada.

Pedro Afonso registrou 18 novos casos da Covid-19 neste domingo, 02, e soma o total de 151 casos desde o início da pandemia.

Continue lendo

Bastidores

Irene Rodrigues é eleita prefeita de Araguanã para mandato tampão

Publicado

em

Na manhã deste domingo (2), a vereadora Irene Rodrigues (PSD) foi eleita prefeita do município de Araguanã.

Irene vai assumir o mandato-tampão que vai até 31 de dezembro por conta da morte do prefeito por Covid-19, Hernandes Neves de Brito (DEM).

Continue lendo

Bastidores

Prefeito de Santa Tereza do Tocantins morre de infarto

Publicado

em

Na noite deste sábado, 1º, faleceu o prefeito de Santa Tereza do Tocantins, José Raimundo de Souza, ‘Raimundo Gordo’, vítima de um infarto.

Raimundo Gordo era filiado no (PSD), ele estava no seu primeiro mandato de prefeito, e já havia ocupado o cargo de vereador por vários mandatos, entre os anos de 2013 a 2016 foi vice-prefeito no município.

Continue lendo
publicidade