Connect with us

Pará

72h após assalto em Medicilândia-PA, ninguém foi preso e buscas na mata foram suspensas

Publicado

em

Segundo informações da Polícia Militar em Medicilândia, no sudoeste do Pará, dentro da área de mata foram suspensas nesta segunda (16), o motivo segundo um coronel que participa das buscas, é por não haver mais rastros dos criminosos na área indicada, eles fugiram levando 8 reféns e duas caminhonetes pelo travessão do km 95 Sul, após o assalto ao Banpará na última sexta-feira (13), os veículos foram abandonados e os reféns liberados à cerca de 9km próximo a uma ponte na região da vila Pacal. Segundo o Tenente Coronel Josiel Rocha, o serviço agora é de inteligência e sondagem, para tentar localizar os criminosos.

“Não estamos mais dentro da mata, porém as buscas aéreas, patrulha na área onde eles estavam e o serviço reservado continuam atuando firmemente na tentativa de localizar e prender os criminosos, estamos com equipes da COE, equipes do GRAESP além das guarnições de apoio de Altamira e equipes do pelotão aqui de Medicilândia, todos empenhados nessa caçada aos assaltantes” explicou Tem. Cel. Josiel Rocha

Edlene Gonçalves correspondente do Xingu230 relata que a cidade vive o clima de medo no município, após duas ações criminosas a população viu a cidade se transformar em campo de guerra.

“Já se passaram aí mais de 72 horas do assalto à agência do Banpará e a cidade ainda está assustada, moradores temerosos, os criminosos que fizeram reféns e atiraram várias vezes no centro urbano do município levaram não só dinheiro, mas a paz e o sossego aqui da cidade” Explicou Edlene

Já são três dias de buscas intensas na área de mata, quando dezenas de policiais iniciaram na tarde da última sexta-feira, uma operação para tentar capturar pelo menos 8 criminosos que estão fortemente armados, imagens de celular registraram os momentos de pavor, tiroteio, correria, carros com reféns e pânico pelas ruas da cidade. Até o momento ninguém foi preso.

De acordo com o Sindicato do Bancários até outubro de 2017 foram registrados 52 ocorrências de assaltos a banco, 47% a mais comparado com 2016 que foram 46 casos. Desse total de ocorrências registradas, 31 casos foram consumados e 21 apenas tentativas. Ainda segundo o sindicato a fragilidade de algumas agencias tem facilitado a ação dos criminosos.

Entenda

Por volta do meio dia desta sexta (13) em Medicilândia no sudoeste do Pará, pelo menos 8 bandidos fortemente armados fizeram um assalto na agência do BanPará, muitos tiros foram disparados no centro da cidade, uma pessoa chegou a ser atingida pelos tiros mas foi socorrida e não morreu, clientes entraram em desespero, a praça da cidade virou campo de guerra. Os criminosos fugiram em duas caminhonetes com 8 reféns, os veículos e as vítimas foram liberadas.

A polícia militar pediu reforços de Altamira e patrulha aérea, equipes se embrenharam na mata em busca dos criminosos, mas ninguém foi encontrado até a segunda (6).

Segundo assalto

Essa é a segunda ação criminosa na cidade, dia 01 de Agosto deste ano, cerca de 11 homens também fortemente armados fizeram uma ação com essas mesmas características porém usaram explosivos para abrir caixas eletrônicos no Banco do Brasil, reféns também foram levados e um carro incendiado em uma ponte na BR-230, sentido Uruará, até agora ninguém foi preso, nessa primeira ação ninguém se feriu. (Portal de Notícias Xingu230)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: 9ª edição do Curta Carajás começa dia 9

Publicado

em

Vem aí a 9ª edição do Curta Carajás, festival de cinema de Parauapebas, na região de Carajás, no Pará.

Iniciado em 2009, o festival é um marco na produção audiovisual e cultural de Parauapebas e ocorrerá nos dias 9, 10 e 11 de dezembro.

Veja a programação e informações completas AQUI.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Integrantes do MST obstruem BR-155

Publicado

em

Por volta das 7, deste segunda-feira, 29, integrante no Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MST), bloquearam passagem na rodovia BR-155, em frente à Fazenda Cedro, em Marabá, na região de Carajás, Pará.

Às 9 horas os manifestantes iniciaram um movimento de liberação parcial, deixando passar uma parcela dos carros, para diminuir a fila de carros, mas prometem seguir com o bloqueio ao longo do dia.

Segundo Welington Saraiva, coordenação estadual do MST, foi a única forma que o grupo encontrou de chamar a atenção das autoridades e tentar cancelar o que chama de “despejo”. Ele afirma que são 150 famílias naquele acampamento na fazenda. “Entendemos que despejo no período de pandemia é crime e violação aos direitos humanos”, defende.

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 27 e 28

Publicado

em

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze