Connect with us

Bico do Papagaio

8 municípios contam com novas modalidades de Núcleos de Apoio à Saúde da Família

Publicado

em

O Ministério da Saúde criou  novas modalidades de equipes de  Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), conforme portaria portaria nº 3.124 de 28 de dezembro de 2012. Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família, foram criados em 2008, com o  principal objetivo de apoiar as equipes  das Estratégias de Saúde da Família na rede de serviços, além de ampliar a abrangência e a finalidade das ações da Atenção Básica, e aumentar a resolutividade, reforçando os processos de território e região  em saúde.

No Bico do Papagaio, só neste ano, entre abril e maio foram implantadas diversas equipes de Núcleos de Apoio à Saúde da Família. O municípios de Buriti do Tocantins foi contemplado com o NASFII; Aguianopólis, Angico, Cachoeirinha,Carrasco Bonito, Esperantina, Nazaré e Santa Terezinha, com NASF do tipo  III.

De acordo com a gerente da Área Técnica de Saúde da Família e Saúde Bucal da SESAU, Mirelly Baldon,  está programado para o início do segundo semestre uma oficina destinada as equipes implantadas. “A oficina terá o objetivo de fortalecer o processo de trabalho, refletindo assim na melhoria do atendimento ao cidadão tocantinense”, ressalta ela.

Um Núcleo de Apoio à Saúde da Família é constituído por uma equipe de profissionais de diferentes áreas de conhecimento que atuam em conjunto com os profissionais das equipes de Saúde da Família, compartilhando e apoiando as práticas em saúde nos territórios sob responsabilidade. A composição deve ser definida pelos gestores municipais e as equipes, segundo critérios de prioridades identificadas a partir das necessidades locais, e da disponibilidade de profissionais de acordo com  números de equipes existentes no município.

Com a portaria  as modalidades funcionarão da seguinte forma, o NASF I deverá  estar vinculado  a no mínimo cinco e  no máximo nove Equipes de Saúde  da Família  ou equipe  de Atenção Básica para populações  específicas (consultórios na rua ,equipes ribeirinhas e fluviais). Já o NASF II deverá estar vinculado a no mínimo  três e  no máximo quatro  Equipes Saúde da Família ou Equipes de Atenção Básica.Enquanto  NASF III deverá estar vinculado a no mínimo um  e  no máximo duas  Equipes Saúde da Família ou Equipes de Atenção Básica.

Os Valores serão disponibilizados mensalmente ao município de acordo com cada modalidade. No caso do NASF 1 será de R$20 mil; já o NASF 2  será de R$12 mil; e o NASF 3, R$ 8 mil.O prazo máximo para adequação final dos NASFs aos novos parâmetros de vinculação a equipes será até o mês de dezembro de 2013.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

Promotores do Bico discutem estratégias para fiscalizar vacinação contra Covid-19

Publicado

em

Os promotores de Justiça do Bico do Papagaio e de outras regiões do estado, que atuam na área de defesa da saúde nas diversas comarcas do Estado reuniram-se nesta quinta-feira, 21, com o procurador-geral de Justiça, Luciano Cesar Casaroti, e com a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Saúde (Caosaúde), Araína Cesárea D’Alessandro, para discutir estratégias de atuação referentes à fiscalização dos planos estadual e municipais de imunização contra Covid-19.

A intenção da reunião foi definir métodos quanto à fiscalização do respeito à fila prioritária, para que a atuação do Ministério Público do Tocantins ocorra de forma estratégica e uniforme em todo o Estado do Tocantins. O PGJ considerou que a quantidade de vacinas que chegou ao Estado é escassa e que deve haver uma fiscalização eficaz, para que as doses realmente cheguem ao seu público destinatário.

Sobre essa questão, a coordenadora do Caosaúde acrescentou que o grupo prioritário formado por profissionais da saúde é muito amplo, considerando o quantitativo de doses disponível, e que deve ser trabalhado o entendimento de que a vacinação contemple primeiramente aqueles que se encontram na linha de frente do diagnóstico e tratamento da Covid-19. Os outros grupos prioritários desta primeira fase de imunização são os idosos em instituições de abrigo e a população indígena que vive em aldeias e que possui idade a partir de 18 anos.

Entre os pontos discutidos na reunião, foi pontuada a necessidade de que se verifique se todas as gestões instituíram plano municipal de imunização, já que a execução do trabalho de vacinação é responsabilidade dos municípios. Onde ainda não existe um plano, o promotor de Justiça deve atuar para que seja instituído o planejamento.

Além das diversas estratégias para o acompanhamento da imunização, também foi discutido o andamento, no âmbito do Ministério Público, das possíveis denúncias relacionadas à burla da fila prioritária ou ao extravio das doses. Será estabelecido um trâmite diferenciado, preferencialmente por meio do aplicativo WhatsApp, para que as reclamações feitas à Ouvidoria cheguem de forma imediata aos promotores de Justiça das respectivas comarcas.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Vacinação contra Covid-19 é iniciada. Dr Wiston é o primeiro vacinado

Publicado

em

Nesta manhã de quinta, 21, a Secretaria Municipal de Saúde, iniciou a vacinação contra a Covid-19. A primeira etapa serão 147 doses, destinadas aos profissionais de saúde que estão na linha de frente do enfrentamento da doença.

O primeiro paciente a ser vacinado foi, Wiston Fernandes Dantas, o médico mais tradicional da cidade, que atua há várias décadas na região e mora em Araguatins.

A Secretaria informou q a vacinação dos demais profissionais prossegue nesta quinta.

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Saúde recebe primeiras doses da CoronaVac

Publicado

em

O município de Augustinópolis foi um dos primeiros da região do Bico do Papagaio, a fazer a retirada de sua cota da vacina CoronaVac, que estava no Centro de Distribuição em Araguaína, nesta quarta, 20.

Neste primeiro momento, o município recebeu 203 doses, que serão aplicados em profissionais da Saúde, que estão na linha de frente do enfrentamento da Covid-19.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e, no Brasil, será produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17).

Continue lendo
publicidade Bronze