- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 14 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Açaí tem alta recorde de preço no Pará, diz pesquisa

Mais Lidas

O açaí, tradicional alimento na mesa dos paraenses, está se tornando cada vez mais um ‘luxo’ para as famílias. Isso porque o preço do alimento tem registrado altas recordes nos últimos meses. Só este ano, o aumento já ultrapassa 50%, segundo levantamento feito pelo Dieese no Pará (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), divulgado nesta segunda-feira (16).

Em abril, pelo quarto mês consecutivo este ano, o litro do açaí apresentou alta generalizada de preços em 25 pontos de venda distribuídos na grande Belém. A trajetória de preços do açaí mostra que o aumento não foi uniforme nos últimos 12 meses. O litro do açaí do tipo médio, por exemplo, custava em média R$ 11,39 em abril de 2010. No final do ano passado, foi comercializado em média a R$ 8,26. No mês de janeiro de 2011, foi comercializado em média a R$ 8,57; no mês de março de 2011 foi comercializado em média a R$ 12,20 e no mês passado (abril) voltou a subir de preço, sendo comercializado em média a R$ 12,45.

‘Com isso, o litro de açaí do médio apresentou um reajuste de preço no mês de abri em relação a março de 2,08%’, enfatiza Roberto Sena, supervisor técnico do Dieese no Pará. No comparativo de preços dos quatro primeiros meses de 2011, este tipo de açaí já apresenta um reajuste acumulado de 50,77%. A inflação estimada para o mesmo período não chega a 3%.

‘Os preços do litro de açaí são muitos diferenciados em função dos vários locais de vendas’, explica Sena. Por isso, existem diferenças de preços entre as várias feiras e pontos de vendas espalhados pela cidade. O litro do açaí médio, por exemplo, foi encontrado pelo Dieese com os seguintes preços no mês de abri: nas feiras livres, o menor preço encontrado foi R$ 8 e o maior R$ 14. Já nos supermercados, o menor preço encontrado foi R$ 13,98 e o maior R$ 14.

O açaí do tipo grosso também está mais caro. Em abril de 2010, o litro do mesmo custava em média R$ 15,21. Em dezembro, foi comercializado em média a R$ 12,54 por litro. No mês de janeiro de 2011 foi comercializado em média a R$ 12,81; em março foi comercializado em média a R$ 16,12 o litro; e no mês passado, com nova elevação de preço, foi comercializado em média a R$ 16,48 o litro. Com isso, o litro de açaí do grosso apresentou um reajuste de preço em abril de 2,21% em relação a março. Nos quatro primeiros meses deste ano, o reajuste já chega a 31,39%. O litro do açaí grosso foi encontrado nos seguintes preços: nas feiras livres, o menor valor foi R$ 12 e o maior R$ 15. Nos supermercados, os preços variam de R$ 16,98 a R$ 22.

O açaí do tipo papa, que somente é comercializado em feiras livres da RMB, também está mais caro. Em abril, o produto foi comercializado em média a R$ 16,84 por litro, com um reajuste de 2,11% em relação ao mês de março. Nos quatro primeiros meses de 2011, o tipo papa já acumula um reajuste de 23,90%. O açaí do tipo papa pode ser encontrado com preços que variam entre R$ 15 e R$ 18.

Já o açaí do tipo fino manteve seu preço estável no mês passado, sendo comercializado em média a R$ 5 o litro. Mesmo assim, nos quatro primeiros meses de 2011, o reajuste acumulado chega a 66,67%. ‘Mesmo com a entressafra do produto chegando ao fim, os preços do litro de açaí até agora não caíram. As pesquisas do Dieese na primeira quinzena de maio mostram esta situação’, analisa Roberto Sena.

Economia

A produção paraense de açaí em caroço alcançou, no ano passado, mais de 500 mil toneladas, a maior do país. Na cadeia produtiva direta ou indireta, são quase 100 mil empregos gerados. ‘A falta de uma política mais ampla que abranja a produção e a comercialização deste produto no Estado tem feito com que, ao longo dos anos, mesmo com uma produção gigantesca, o paraense venha enfrentado imensa dificuldade na sua aquisição devido ao fator preço. É preciso mudar esta história’, finaliza o economista.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias