A Polícia Civil do Pará prendeu, nesta terça-feira (6), Ediberg dos Santos Ferreira, pelos crimes de extorsão qualificada e usurpação de função pública. Ele se passava por policial militar para extorquir vítimas em Belém. Em um dos casos, que deu origem às investigações, ele e outros comparsas abordaram uma vítima, em sua residência, onde flagraram a pessoa com produtos anabolizantes.

Eles se identificaram, na ocasião, como policiais civis da Delegacia do bairro do Marco, e alegaram que, para a vítima ser liberada, teria de pagar uma quantia de 10 dez mil reais. Mediante a violência e grave ameaça, a vítima foi obrigada a ir até o banco com os bandidos e sacar 1,5 mil reais, exigindo da vítima, que o restante do dinheiro fosse entregue. A prisão do acusado ocorreu em Belém. 

Embora a vítima já tivesse sacado o restante do dinheiro, ela foi impedida pelos verdadeiros policiais civis da Delegacia do Marco, de fazer a transação com a prisão do acusado. “O auto de prisão em flagrante delito foi confeccionado e o acusado está à disposição da Justiça”, ressalta o delegado Arthur Afonso, supervisor da Delegacia do Marco.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.