Connect with us

Bico do Papagaio

AGUIARNÓPOLIS: Fim do abate deixa frigorífico Asa Norte inoperante

Publicado

em

Pátios vazios, máquinas e linhas de produção paradas e quase nenhum funcionário trabalhando. Esta é realidade atual na Asa Norte Alimentos, empresa localizada em Aguiarnópolis, a 488 quilômetros de Palmas, Extremo Norte do Estado, que em 2009 planejava ampliar o abate de frangos e entrar no mercado internacional. Hoje, a empresa mantém em funcionamento apenas a fábrica de rações e a criação de aves vivas. Quando começou a operar na cidade, trabalhavam no complexo 410 trabalhadores. Ao interromper o abate, no último dia 30, restaram no frigorífico somente 120 funcionários na parte administrativa e de serviços gerais. Os demais foram demitidos ou cumprem aviso prévio. Se depender do crédito oficial para o ritmo de produção ser retomado, a empresa continuará sem abater aves.

Diretor-superintendente da empresa Heber Silva lembra que o frigorífico planejava começar a exportar para o Oriente Médio e a Ásia já em 2010. Agora, 300 pessoas foram demitidas e outras tantas estão cumprindo aviso prévio até o próximo dia 20. “Nós suspendemos as operação em função da demora do governo em asfaltar o acesso e o pátio da empresa, o que fez com que nossa licença para exportação, concedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), tivesse um caráter temporário. Isso nos impediu de fechar contratos de exportação consistentes. Outra situação que também motivou essa decisão foi a suspensão de empréstimos para construção de novas granjas, o que limitou a produção do abatedouro em até 38 mil aves/dia, o que significava apenas 25% da nossa capacidade de produção”, relata.

A Asa Norte Alimentos inaugurou sua planta em Aguiarnópolis em maio de 2007, num investimento de aproximadamente R$ 100 milhões. O então governador Marcelo Miranda (PMDB) se comprometeu, na ocasião, a pavimentar o acesso e o pátio do frigorífico, distante poucos quilômetros da rodovia TO-126. O investimento foi financiado pelo Banco da Amazônia, que suspendeu o crédito em julho de 2009. “Isso comprometeu o aumento da produção de aves dos pequenos produtores da região, responsáveis pela mão de obra, criação de pintos e pelas granjas”, lamenta Silva.

Banco

Por telefone, a superintendente do Banco da Amazônia no Tocantins, Marisa Maracaípe, informou que a instituição já contribuiu suficientemente com a Asa Norte Alimentos, financiando parte da planta industrial e do capital de giro. “Portanto, o banco não disponibilizará mais recursos para a empresa”, afirma. Quanto ao financiamento dos pequenos produtores que fornecem matéria prima para o frigorífico, Marisa disse que foi suspenso porque o mercado não está favorável a essa cadeia produtiva. “O banco está realizando um prognóstico do mercado e avaliando a viabilidade do negócio. Foi dado um prazo de 180 dias para que nos pronunciássemos e ele termina no final do mês. Ainda não sabemos se o prazo será estendido ou se a resposta será positiva ou negativa para o setor”, pontua.

De acordo com a direção da Asa Norte, a empresa teria capacidade de abater até 150 mil aves/dia. Mesmo abatendo apenas 25% desse total, seus produtos eram exportados para os mercados maranhense, paraense e piauiense e vendidos, em média, de R$ 2,00 a R$ 2,20 o quilo do frango. Silva diz que se a situação for resolvida, a empresa pretende voltar a operar na região. “Se o governo do Estado cumprir sua promessa e o Banco da Amazônia liberar crédito, esperamos conseguir uma nova licença para exportação e todos os funcionários demitidos deverão ser recontratados. Se continuar como está, o grupo pretende enviar todo o frango vivo para ser abatido no frigorífico de Paraíso do Tocantins, como já estamos fazendo”, declarou o diretor-superintendente.

A assessoria de comunicação do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Tocantins (Dertins) informou que o trecho de acesso ao Frigorífico Asa Norte Alimentos será asfaltado assim que passar o período chuvoso. “No momento, o projeto de pavimentação do referido trecho está em fase de elaboração”, diz. O Jornal do Tocantins tentou contato também com as Secretarias Estaduais de Infraestrutura (Seinfo) e de Indústria e Comércio (SIC), para que se posicionassem sobre o impasse, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno. (Webweson Dias – JT)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
5 Comments

Bico do Papagaio

Tocantinópolis, Xambioá e Darcinópolis tem novos registros de mortes por Covid

Publicado

em

Nesta segunda, dia 17, a Secretaria Municipal de Saúde de Tocantinópolis, confirmou a 38º morte por Covid-19, mas não detalhou sobre o paciente em seu Boletim Epidemiológico.

Nesta terça, 18, a Secretaria de Estado na Saúde (SES), confirmou mortes pela doença em Xambioá e Darcinópolis. A vítima de Darcinópolis é mulher de 74 anos, cardiopata, que morreu no dia 14 de maio, no Hospital Regional de Xambioá. A vítima de Xambioá também é do sexo feminino, tinha 36 anos, obesa e morreu em 12 de maio no Hospital Regional de Araguaína.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Clientes da ATS no Bico podem pagar suas faturas com PIX

Publicado

em

Na intenção de dar mais agilidade e comodidade aos mais de 50 mil clientes dos 46 municípios concessionários, a Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) implantou o sistema PIX para pagamento de faturas.

A partir de agora, os clientes da Agência podem efetuar o pagamento de suas contas 24 horas por dia, sete dias por semana, incluindo os finais de semana e feriados.

Já neste mês de maio, todas as faturas estão sendo emitidas com um QR Code que direciona os consumidores para uma tela de pagamento. As segundas vias das contas também serão emitidas com a opção do QR Code para o pagamento com o PIX.


O presidente da ATS, Davi Goveia Júnior, afirma que essa inovação faz parte das medidas adotadas pela gestão para melhorar o atendimento aos clientes da Agência.

“Nossa missão é melhorar a cada dia o atendimento aos nossos clientes. Com o PIX, disponibilizamos mais uma forma rápida e prática de pagamento das nossas faturas a qualquer hora e em qualquer lugar. Essa inovação vai dar mais celeridade aos pagamentos e mais comodidade aos consumidores”, afirma.

O gerente comercial da ATS, Bruno Queiroz, afirma que o serviço já está disponível e que é seguro realizar o pagamento por meio do PIX.

“Nosso serviço já está funcionando. A partir de agora, quem solicitar a segunda via de uma fatura já vai receber sua conta com o QR Code. O pagamento com o PIX é completamente seguro e pode ser realizado por qualquer um dos clientes da Agência”, destaca.

Como pagar sua conta via PIX?

Para realizar o pagamento, é fácil e não precisa ter uma chave PIX cadastrada.

Basta acessar o App ou o site do seu banco (ou alguma carteira digital que tenha cadastro) e realizar o pagamento de sua conta selecionando QR Code e apontando a câmera para fazer a leitura do código. Aí, é só confirmar os dados e concluir o pagamento.

O PIX é fácil, prático e seguro. Aproveite as vantagens e pague suas contas com o PIX.

Continue lendo

Bico do Papagaio

SÃO MIGUEL: Caminhonete que caiu da balsa é retirada do Rio Tocantins

Publicado

em

Foi retirado do fundo do Rio Tocantins, na tarde desta segunda, 17, a caminhonete S10, do empresário Gilvan André Cardoso, que morreu no domingo, 16, após entrar na balsa que faz travessia do povoado Bela Vista, município de São Miguel, Bico do Papagaio para Imperatriz, no sul do Maranhão.

O empresário morreu afogado.

O motivo do incidente ainda não foi esclarecido.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze