Connect with us

Pará

ALTAMIRA: Governo do PA apresenta medidas já implantadas em presídio que teve massacre

Publicado

em

A comitiva conferiu as transformações no Centro de Recuperação Regional de Altamira

As transformações no Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRAlt) já começaram a serem percebidas. Durante uma visita ao local, uma comitiva formada por deputados estaduais que integram as comissões de Direitos Humanos e de Segurança Pública da Assembleia Legislativa (Alepa), além de integrantes do Conselho Penitenciário Estadual (Copen), identificaram a situação atual da casa penal e conheceram as novas medidas de segurança já adotadas pelo Estado. A visita ao local ocorreu na manhã desta segunda-feira (12).

Pela Alepa, estiveram presentes os parlamentares Carlos Bordalo, Nilse Pinheiro, Ozório Juvenil e Michele Begot, que foram conduzidos pelo diretor-geral da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), coronel Arthur Moraes, e pela diretora do CRRAlt, Patrícia Abucater. Dentro da unidade, detentos perderam a vida durante uma briga entre organizações criminosas, no dia 29 de julho.

Como já previsto, desde o início deste ano, o CRRAlt recebeu o reforço de 18 agentes penitenciários concursados, que tomaram posse no último dia 3. Assim como os novos agentes, todos os 485 recém empossados estão recebendo treinamento da Força Tática de Intervenção Penitenciária (FTIP), vinculada ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), para fortalecer os procedimentos e reforçar a segurança em todas as unidades penais do Pará. No município, também já estão atuando, nas ações intramuros, oito militares do Comando de Operações Penitenciárias (COP), que instruem os agentes lotados no prédio.

Com as novas medidas, o espaço, aos poucos, vai se transformando. “Estamos todos juntos, o Poder Executivo, Judiciário, Legislativo porque as parcerias são construídas assim, verificando a situação atual e avaliando as perspectivas para uma nova penitenciária. Estamos ouvindo, adequando a nossa gestão, sempre buscando a humanização do cárcere e, o mais importante,  implantando novas maneiras de gerir”, ressaltou o diretor-geral Penitenciário da Susipe, coronel Arthur Moraes. 

“Com o choque de gestão, já entregamos novos uniformes, fizemos a limpeza estrutural geral, respeitando os detentos por tipo de sexo, tipo de crime e não por organização criminosa, trazendo condições de tratamento biopsicossocial, hospitalar e odontológico, para que o interno possa cumprir a pena de maneira humanizada”, complementou o diretor.

A comitiva também visitou as obras do complexo penitenciário de Vitória do Xingu, próximo a Altamira, que tiveram as construções retomadas após o empenho do governo do Estado. No local, estão sendo construídas três unidades prisionais: uma voltada para o regime semiaberto (201 vagas), que está com 50% da obra concluída; a segunda é direcionada apenas para mulheres (105 vagas), que possui hoje 95% da obra pronta; e o masculino (306 vagas), com 75% da obra pronta. As três juntas irão gerar 612 novas vagas, até o final deste ano. 

“O estado do Pará, digo incluindo Susipe, OAB, poder Legislativo e Judiciário, Defensoria Pública, Norte Energia e a sociedade civil, temos que nos unir para que possamos levar uma ação conjunta, pois todos os atores estão vinculados ao setor carcerário. Muitas coisas não fizeram lá atrás, é uma crise no sistema penitenciário, mas temos que somar forças para saber quais são as melhores sugestões para evoluir e evitar novos fatos”, informou o deputado estadual Ozório Juvenil.

Mais agentes – Durante a posse dos 485 novos agentes penitenciários, o governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou a convocação de 642 excedentes do concurso C-199. A convocação pretende intensificar a gestão carcerária em todo o Estado. Os agentes farão o curso de formação e a previsão é que, no mês de novembro, todos sejam empossados e iniciem os trabalhos no sistema carcerário paraense. (Aline Saavedra/Foto: Jader Paes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: PROSAP amplia canais de comunicação com lançamento de site

Publicado

em

Manter um bom relacionamento com as comunidades, baseado num diálogo direto e transparente, é um dos compromissos do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). Nesse sentido, o programa amplia seus canais de comunicação, com o lançamento de mais uma importante ferramenta: o site prosap.parauapebas.pa.gov.br

Com layout simples e fácil navegação, o site pode ser acessado a partir de diferentes dispositivos tecnológicos, como smartphones, notebooks e computadores, mantendo suas características e funcionalidades.  

Na plataforma, o usuário tem acesso a imagens, vídeos institucionais, documentos, legislação e estudos relacionados ao programa, bem como, a toda estrutura administrativa do Prosap, entre outros conteúdos.   

O site foi desenvolvido pelo analista de sistemas do Prosap, João Melo, com o acompanhamento da gestão e equipe de comunicação do programa. “Ele é parte de um conjunto de ações de comunicação que tem como objetivo aproximar a população do programa, oferecendo à comunidade informações sobre a importância das obras de saneamento ambiental e todos os benefícios que serão gerados para Parauapebas”, diz a jornalista Jéssica Borges.

“Estamos lançando agora, mas entendendo que as melhorias serão realizadas continuamente para que essa plataforma atenda aos nossos diversos públicos”, completa João Melo. 

Canais de relacionamento

Com o site, o Prosap amplia e fortalece seus canais próprios de relacionamento com a comunidade. Atualmente, o programa disponibiliza contato de Whatsapp (94) 9 9973-0476 para dúvidas, perguntas e manifestações da comunidade, além de e-mail: [email protected]arauapebas.pa.gov.br, e dos atendimentos presenciais realizados nos escritórios do programa nos bairros Rio Verde e Vale do Sol.

O Escritório de Gestão Socioambiental na Rua Minas Gerais, n° 65, bairro Rio Verde, atende ao público no horário das 8h às 18h (sem interrupção para almoço), de segunda a sexta-feira. 

Enquanto que o Escritório Social no Residencial Vale do Sol, localizado na Rua Sebastião Leite, Quadra 08, Lote 01, atende ao público do reassentamento no horário das 8h às 12h e das 13h às 18h, de segunda a sexta-feira. O público do reassentamento abrange as 250 famílias retiradas de áreas de risco compreendidas por obras da primeira fase do Prosap.  (Jéssica Borges)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Observatório de Gênero será implementado nos próximos meses

Publicado

em

Idealizado por professores e alunos da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), o Observatório de Gênero será implementado nos próximos meses em Parauapebas. Caberá ao projeto colocar à disposição municipal indicadores estratégicos de gênero e ferramentas analíticas para a formulação de políticas públicas, manter atualizado o acompanhamento da autonomia política, física e econômica das mulheres, bem como produzir boletins mensais sobre dados relacionados à violência contra a mulher. 

Na semana passada técnicos da Secretaria Municipal da Mulher (Semmu) e do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap), acompanhados pelas professoras da Ufra, Daniela Castro dos Reis e Josilene Ferreira Mendes, visitaram a área em que o Observatório de Gênero será instalado. 

Trata-se de um espaço no próprio campus da universidade, onde serão montados dois contêineres totalmente adaptados e equipados com cadeiras, mesas, computadores, centrais de ar, armários, e toda a estrutura necessária para o desenvolvimento das atividades. A Prefeitura de Parauapebas, por meio do Prosap, destinará 60 mil dólares para a aquisição dos itens acima, conforme orienta a forte política de gênero promovida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).  

Mestre e doutora em pesquisa do comportamento, a professora Daniela Castro dos Reis é categórica ao afirmar que o Observatório de Gênero é um projeto inovador na Amazônia, “ele vai nos ajudar a discutir os dados da política pública em Parauapebas. A gente quer falar sobre essa violência praticada contra mulheres, crianças, adolescentes, e estudar também os autores da agressão. Há uma gama de possibilidades para discutir e garantir políticas públicas”. 

A também professora da Ufra, Josilene Ferreira Mendes, doutora em Direito, antecipou que a proposta do observatório é também lançar um aplicativo para o fortalecimento da rede de atendimento à mulher e a elaboração de um livro que resgate a história do movimento no município. “A ideia é justamente fortalecer a política municipal e também trabalhar a prevenção nas escolas”, destacou.

A secretária da Mulher, Edileide Maria Batista, demonstrou entusiasmo pelo andamento do projeto, assim como a subcoordenadora de ações sociais do Prosap, Eulália Almeida. “A política de gênero do BID tem como principal objetivo promover projetos que definam a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres. Essa parceria entre as instituições é muito importante para que avancemos nesse assunto”, completou. (Jéssica Borges)

Continue lendo

Pará

TUCURUÍ: Independente vence Tapajós por 1 a 0

Publicado

em

A partida entre Independente e Tapajós foi marcada por oportunidades de ambas equipes de marcarem gols, mas apesar das chances, somente Danrlei soube aproveitar, marcando o único gol do confronto. Tanto o Boto, quanto o Galo, não conseguiram ser felizes na finalização.

No grupo C o Águia de Marabá e o Independente venceram na primeira rodada e conquistaram três pontos, ficando nas primeiras colocações da tabela. O Castanhal empatou em 1 a 1 com o Paysandu e está na terceira colocação. Já no grupo B, Tapajós, Carajás e Tuna perderam e não conquistaram nenhum ponto ainda. O Clube do Remo joga na segunda

Na segunda rodada o Independente enfrenta a Tuna Luso no Estádio Souza em Belém. A partida será no sábado (6) às 9h30. Já o Tapajós “recebe” o Águia de Marabá no domingo, dia 7 de março às 16h.

Continue lendo
publicidade Bronze