Connect with us

Pará

Alter do Chão a vila mais bonita do Pará completa 252 anos

Publicado

em

No dia de seu aniversário, no sábado, 6, Alter do Chão amanheceu ao som regional da banda 29 de Junho, que prestou uma homenagem a vila com canções no coreto da Praça 7 de Setembro. À tarde, enquanto muitos turistas se refrescavam do calor na praia, que fica a cerca de 30 km de Santarém (oeste do Pará), os comunitários organizavam os últimos detalhes para a tradicional festa de aniversário.

Um bolo gigante, de 43 metros de cumprimento, foi preparado por entidades e associações para festejar a data. No recheio o sabor regional do cupuaçu predominava. O trabalho de montagem e preparação foi realizado em clima de festa. Os nativos se mobilizaram voluntariamente para comemorar os 252 anos de história do lugar.

O presidente do conselho comunitário, Mauro Vasconcelos, ressaltou que Alter do Chão vive um momento muito positivo, de divulgação na mídia nacional e internacional, mas que há necessidade de melhorar a infraestrutura da vila para receber os visitantes.

Tradição

A programação de aniversário de Alter do Chão foi realizada em dois dias. Na sexta-feira, os moradores participaram de uma ação ambiental com o plantio de 200 mudas de árvores pelas ruas da vila em parceria com projeto Adote uma Árvore. Houve também competição de catraias, exposição de trabalhos e projetos desenvolvidos na vila e show cultural.

No sábado, teve alvorada com a apresentação da banda 29 de Junho, seguida da programação esportiva e o traslado do bolo. No início da noite, depois de finalizarem a produção dos bolos, os comunitários de diversos bairros da vila iniciaram o traslado até a Praça 7 de setembro.

Ao som de bandas musicais e dos fogos de artifício, eles anunciavam a passagem dos grupos de moradores e representantes das entidades e associações que conduziam os bolos em caminhada pelas ruas de Alter do Chão. Da frente de suas casas, muitos acompanhavam a tradição.

Na praça, a população aguardava a chegada dos bolos, que aos poucos foi tomando forma. Depois da benção ecumênica e entrega de medalhas aos jovens campeões das atividades esportivas, os mais antigos da vila foram chamados para cantar os parabéns a Alter do Chão. O momento mais esperado por todos foi a distribuição do bolo gigante de aniversário aos comunitários e turistas presentes.

Atualmente com 6 mil 836 habitantes, Alter do Chão, depois de receber o título de mais bela praia do Brasil, recebe milhares de visitantes de todas as partes do mundo durante o ano inteiro. A atividade hoteleira, nesta época, apesar de sentir a redução no movimento devido à chegada do inverno, se tornou uma um ramo promissor.

O empresário Uéder Povoa, da cidade de Mandaguaçu, no Paraná, que esteve pela primeira vez em Alter do Chão e participou das comemorações de aniversário da vila, explicou que estava em Santarém a trabalho e ao conhecer Alter ficou encantado com a beleza da região.

Nativos

Em Alter do Chão há muitos idosos, pessoas que nasceram e se criaram na comunidade e se orgulham do lugar. A aposentada Luzia Lobato, 77, trabalha na produção de licores, doces e artesanatos há mais de 40 anos, e é conhecida também pela dedicação ao jardim de sua casa e aos assuntos da vila. Neste aniversário, ela celebrou com os amigos comunitários e disse que Alter continua linda e não há do que reclamar.

Dona Maria Emilia Sardinha, 84, já não participa mais das comemorações como antes, mas fica enfrente de casa a espera da banda que passa anunciando a chagada do bolo e o início da festa.

União cabocla

O administrador distrital de Alter do Chão, Luiz Alberto Garcia de Jesus, lembra que em seus 252 anos a vila não perdeu a essência e que a tranquilidade e união cabocla permanecem. Ele ressalta que há tradições que jamais foram esquecidas, como a de um grupo de antigos moradores que todos os dias se reúnem, bem cedo da manhã, enfrente a ilha do amor para contemplar as belezas naturais do lugar. “Por aqui ainda se vê as pessoas conversando enfrente suas casas no final da tarde, eles se visitam e sabem um da vida do outro”, destaca. (Adriana Pessoa)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Município e ANM assinam nesta quarta-feira Termo de Cooperação para regularização de mineradoras

Publicado

em

Buscando soluções que viabilizem empreendimentos minerários legalizados e sustentáveis, será assinado nesta quarta-feira, 13, o Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Parauapebas e a Agência Nacional de Mineração (ANM).

O evento será realizado no Hotel Vale dos Carajás, às 18h.

Em 22 de setembro a Prefeitura apresentou junto à ANM um documento com um plano de trabalho para indicar o interesse do município em firmar a parceria.


De acordo com o documento, o município coloca à disposição da ANM a equipe técnica da Secretaria Municipal de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia para contribuir com os processos de fiscalização da Contribuição Financeira por Exploração Mineral (Cfem) e de atividades de extração mineral, além de apoio em Processos Minerais.

“Segundo o cadastro da ANM, até dezembro de 2020, o município de Parauapebas registrava 761 Processos Minerais em todas as suas fases, desde requerimento até a autorização de lavra, representados por 197 pessoas físicas e jurídicas, com indicação de 29 substâncias minerais”, detalha o documento.

O município de Parauapebas tem longa experiência na fiscalização da Cfem, especialmente pelo trabalho desenvolvido desde 2007 em conjunto com o então Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), hoje ANM. Graças a essa sinergia, foram realizadas denúncias quanto à prática de preços externos da Vale S.A, que resultou no Processo de Cobrança nº 951.438/2009 e rendeu mais de meio bilhão de reais por meio da Execução Fiscal 0006181-37.2010.4.01.390.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Gilson Fernandes pode ser um dos nomes de Bolsonaro para federal

Publicado

em

O nome do líder dos pequenos mineradores, Gilson Fernandes, vem ganhando força no meio bolsonarista na região de Carajás, para disputar uma cadeira de deputado federal em 2022.

Gilson está a frente da Federação Brasileira da Mineração e da Cooperativa Brasileira da Mineração, e vem desde 2015 ganhando protagonismo nas pautas conservadoras e políticas alinhadas ao presidente Bolsonaro.

Gilson tem se mantido reservado quanto a possibilidade de aceitar disputar uma cadeira de deputado federal, mas vem sendo incentivado por correligionários do setor mineral e conservador da região de Carajás.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Inscrições para a Corrida de São Félix de Valois iniciam dia 18

Publicado

em

As inscrições para a 11ª Corrida de São Félix de Valois começam no próximo dia 18 de outubro. O evento esportivo, que tem o apoio da Semel (Secretaria Municipal de Esporte) e da Paróquia do São Félix de Valois, é beneficente. Os interessados podem se dirigir até a Semel, localizada no Ginásio Poliesportivo “Renato Veloso”, a Folha 16, ou até a Academia Gol de Placa, na Folha 32, com um 1 pacote de fralda geriátrica ou 1 kg de leite de pó. Todos itens arrecadados serão doados para projetos sociais  indicados pela Paróquia e pela Prefeitura.  

Thyago Ferraz, coordenador da Semel, lembra que se trata de um evento de grande porte já inserido no calendário esportivo de Marabá. Cada participante receberá o kit do atleta com camisa, bolsa e squeeze (garrafa) antes da corrida. Para quem concluir a prova, que terá o percurso de 7 km, haverá premiação em medalha, como também premiação em dinheiro somente para os três primeiros vencedores da categoria masculina e feminina. Além disso, troféus para os três primeiros das categorias.

“Dessa forma, a Corrida do São Félix de Valois estará incentivando a prática de esporte de forma acessível, ao mesmo tempo que ajuda o próximo com as doações”, destaca Thyago Ferraz. A entrega do kit será no Partage Shopping, com data a definir. A largada e chegada será em frente a Paróquia São Félix de Valois, na Praça do Manduquinha, Marabá Pioneira. No final da prova, haverá também massagem desportiva e café da manhã para os participantes.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze