Connect with us

Pará

Alunos de Conceição do Araguaia-PA ficam sem aula pela sétima vez no ano

Publicado

em

sem-titulo

Os alunos da rede municipal de Conceição do Araguaia, no sudeste paraense, estão sem aulas pela sétima vez este ano. Um dos motivos é greve dos professores e também as más condições do transporte escolar dos alunos, que saem da zona rural para a sede do município.

“Nós temos servidores com quatro meses de salários atrasados, tem os problemas do transporte escolar e o calendário escolar tem que ser modificado em função disso. Infelizmente a realidade de Conceição do Araguaia é muito difícil“, explica o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública, Amilton Bartolomeu.

De acordo com os pais de alunos, os ônibus escolares estão em péssimas condições e colocam em risco a segurança das crianças.

“Falta óleo, falta peça, falta pneu, falta tudo. A gente anda nesses ônibus porque é o jeito, mas o risco é grande”, diz um homem que prefere não se identificar.

A zona rural da cidade tem cerca de 3 mil alunos e muitos deles viajam 60 quilômetros pela estrada sem asfalto até chegar na escola. Dos 50 ônibus usados no transporte escolar, a maioria deixa os alunos expostos à poeira e as chuvas, pois as janelas não têm vidros e o forro do teto está desabando.

“É muito triste porque a gente tem um filho e precisamos mandá-lo no ônibus, mas ficamos em casa inseguros sem saber como o filho vai chegar na escola e em casa por conta da má qualidade do transporte e do risco que ele oferece”, reclama o pai de aluno, Isaías Nascimento.

A secretária de Educação de Conceição do Araguaia, Joseli Neri, informou por telefone que o município não dispõe de recursos próprios para renovar a frota de ônibus escolares.

A secretária disse ainda que está recorrendo ao Governo Federal para conseguir dinheiro e garantir novos ônibus para o transporte.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Mesmo com 28 novos leitos para casos da Covid-19, UTI’s continuam lotadas

Publicado

em

Mesmo com o novo espaço da Ala Covid do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), inaugurado na quarta, dia 7, os leitos UTI’s e Enfermaria Clínicos na rede publica de Parauapebas, na região de Carajás, Pará, seguem totalmente lotados.

O município passou a contar com 68 leitos exclusivos para casos de Covid-19, dos quais 28 são de UTI e 40 Enfermaria Clínica.

Segundo dados do Boletim Epidemiológico deste sábado, 10, a taxa geral de ocupação dos leitos é de 92%, sendo:

• Leitos de enfermaria SUS: 100%;
• Ocupação de UTI SUS: 100%;
• Taxa de ocupação de enfermarias particulares: 79%;
• Ocupação de UTI particular: 100%.

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana

Publicado

em

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Após pressão do MP, Prefeitura reforça conscientização sobre protocolos de prevenção a Covid-19 no transporte público

Publicado

em

Com a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), locais onde podem ocorrer aglomeração causam preocupação nas autoridades de saúde. Pensando nisso, nesta semana, o Departamento Municipal de Trânsito Urbano (DMTU) realizou ações para mobilizar a população que utiliza o transporte público de Marabá sobre a importância da adoção de medidas preventivas contra a Covid-19 e o cumprimento de distanciamento social.

A ação de conscientização foi realizada em paradas de ônibus nos Núcleos Cidade Nova, Nova Marabá, Marabá Pioneira, Morada Nova e no Distrito São Félix.

Uma equipe do DMTU em parceria com agentes do Departamento Municipal de Segurança Patrimonial (DMSP), Guarda Municipal de Marabá (GMM) e Divisão de Vigilância Sanitária (Divisa) atuaram abordando condutores de transporte coletivo e passageiros.

Os usuários do transporte coletivo foram orientados a saírem de suas casas somente quando necessário e sobre os cuidados que precisam tomar ao utilizar o transporte público para evitar o contágio como usar máscara e higienizar as mãos com álcool em gel. Já os motoristas receberam orientação para evitar exceder a lotação máxima de vagas no interior do ônibus.

Paralelo a essa mobilização nos pontos de ônibus, os agentes fiscalizaram a saída e chegada dos veículos na garagem da empresa e monitorando o cumprimento dos protocolos sanitários entre os funcionários.

De acordo com o DMTU, as iniciativas têm gerado resultados, reduzindo o fluxo de aglomeração nos pontos de parada de ônibus.

“A nossa presença nas ruas é para garantir a segurança de todos e inibir comportamentos inadequados que possam comprometer vidas”, destaca o diretor do DMTU, Jocenilson Souza.

“O momento é desafiador e exige, sobretudo, muito cuidado e prevenção. Dias melhores virão”, finaliza o diretor. (Ronaldo Palheta)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze