Por decisão da Justiça Federal, foi liberada a contratação de dois empréstimos pelo Governo do Tocantins. Após serem aprovados pelo Poder Legislativo, em 2017, os empréstimos, que totalizam R$ 583 milhões, irão viabilizar obras como a conclusão do Hospital Geral de Gurupi e construção do Hospital Geral de Araguaína, além de rodovias e obras de infraestrutura em todos os 139 municípios.

Um dos contratos é de R$ 453 milhões, onde, conforme o projeto, serão destinados R$ 1,02 milhões para cada munícipio, e para que esse valor fosse atingido, os deputados estaduais abriram mão de R$ 50 milhões reservados à construção do anexo da Assembleia, obra que apesar de importante, não é considerada prioritária frente às dificuldades dos municípios.

Além dos R$ 1,02 milhões, os deputados conseguiram ainda cerca de R$ 70 milhões para obras municipais, onde cada parlamentar ficou encarregado de destinar R$ 3 milhões do empréstimo para as cidades que julgam estar mais necessitadas.

O deputado estadual Amélio Cayres indicou 14 municípios do Bico do Papagaio e demais regiões do Estado para receber os recursos, entre eles:

 Araguatins                         R$ 250 mil
 Augustinópolis                    R$ 350 mil
 Aurora do Tocantins         R$ 150 mil
 Axixá do Tocantins R$ 250 mil
 Buriti do Tocantins R$ 275 mil
 Esperantina R$ 275 mil
 Goiatins R$ 250 mil
 Lagoa do Tocantins R$ 100 mil
 Maurilândia do Tocantins R$ 100 mil
 Nazaré R$ 200 mil
 Praia Norte R$ 250 mil
 Sampaio R$ 250 mil
 Santa Maria do Tocantins R$ 150 mil
 São Bento do Tocantins R$ 150 mil

O outro empréstimo, de R$ 130 milhões, tem como finalidade a construção da nova ponte na TO-225, que transpassa o rio Tocantins, em Porto Nacional, e revitalização de diversos trechos de rodovias estaduais. (Ascom-Amanda Machado)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.