Connect with us

Bico do Papagaio

ANGICO: ADAPEC desencadeia demarcação de foco de Sigatoka Negra

Publicado

em

A Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (ADAPEC) está desencadeando uma operação de delimitação de foco da Sigatoka Negra, no município de Angico, após a constatação da presença do fungo Mycosphaerela fijiensis em uma propriedade da região.

O fungo foi detectado em uma ação de rotina da ADAPEC que após coleta de amostras da planta foram enviadas para laboratório, onde foi constatada a presença da Sigatoka Negra. “Esta constatação prova que o trabalho de controle da sanidade vegetal feito pela Adapec é eficiente,” ressaltou o coordenador de Educação, Inspeção e Sanidade Vegetal, Luís Henrique Michelin. Ainda de acordo com o coordenador, trata-se de uma área pequena irrigada de apenas 0,8 hectares.

Após o resultado laboratorial, a ADAPEC enviou uma equipe de inspetores e técnicos agropecuários para a propriedade que foi imediatamente interditada, ou seja, não há nenhuma movimentação de produtos vegetais, mudas frutíferas ou quaisquer outros tipos de plantas, além disso, a Agência mantém uma barreira estratégica na entrada da propriedade onde é feito o controle de desinfestação de veículos com produtos a base de amônia quarentenária, nas entradas e saídas.

“A ADAPEC tomou todas as medidas necessárias, conforme prevê a legislação sanitária, e está sendo feito por uma equipe técnica, a delimitação do foco num raio de 70 quilômetros, e após este levantamento serão desenvolvidas as medidas cabíveis, principalmente visando a mitigação de risco na propriedade,” disse Michelin.

Sigatoka Negra

A Sigatoka Negra é causada pelo fungo Mycosphaerela fijiensis, sendo uma praga que ataca a cultura da banana, e uma das medidas de combate a esta doença, é o sistema de mitigação de risco, programa implantado pela ADAPEC que tem como objetivo ajudar o produtor de banana a proteger sua cultura deste fungo. O produtor que adere a este sistema possui a vantagem de ter um produto de melhor qualidade e valor de mercado, além de receber a autorização para comercialização em outros estados.

O produtor que é cadastrado no sistema deve cumprir algumas exigências legais, como por exemplo, os tratos culturais, ser assistido por um agrônomo que tenha o curso de certificação fitossanitária de origem, utilizar produtos pré-determinados para tratamento de frutos e caixas plásticas e transportar a produção com a permissão de trânsito vegetal emitida pela ADAPEC. (Welcton de Oliveira)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: folhadobic[email protected] que iremos analisar.
2 Comments

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: 30ª morte por Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Nesta quarta, 25, a Secretaria de Estado da Saúde, confirmou mais uma morte por Covid-19 no município de Araguatins, no Bico do Papagaio. A informação foi publicada no Boletim Epidemiológico.

A vítima é uma mulher de 28 anos, com obesidade. Ela morreu no dia 19 de novembro no Hospital Regional de Augustinópolis.

Araguatins lidera o número de morte na região do Bico do Papagaio, com 30 óbito, seguido por Tocantinópolis, com 21 e Xambioá 15.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Confira as vagas de emprego no Sine para esta quarta, 25

Publicado

em

SINE – ARAGUATINS
Rua 13 de outubro, n° 1073, Centro.
Fone: 3474-3003 / 1100
CEP: 77.950-000 – Araguatins – TO

Veja as vagas de emprego em outras cidades do estado clicando AQUI

Continue lendo

Bico do Papagaio

ANANÁS: Jovem é acusado de receptação

Publicado

em

Na manhã desta terça-feira, 24,  os policiais civis da 18ª DP em diligências foram até uma residência na cidade de Ananás, onde efetuaram a prisão de um homem de 18 anos, o qual é suspeito pelo crime de receptação de motocicletas roubadas na cidade de Araguaína, em 2020. O delegado Teofábio ressalta que o indivíduo já foi indiciado formalmente pelo crime mencionado e foi capturado mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pelo juízo da Comarca local.

Ainda conforme a autoridade policial, as motos foram apreendidas e após passarem por perícia, restituídas aos legítimos proprietários.

Continue lendo
publicidade Bronze