Connect with us

Bico do Papagaio

Após expulsão Queiroz usa tribuna da AL e diz que PT tem interesses próprios

Publicado

em

20090929112829_manoelqueiroz_208x146_2O deputado estadual Manoel Queiroz, expulso do Partido dos Trabalhadores (PT) domingo, 27, foi à tribuna falar sobre a reunião que resultou na decisão da sigla. Afirmou que sua expulsão foi resultado do “poder de voto” usado para “interesse próprio” por membros da cúpula do PT.

O deputado afirmou que ainda não tem um partido para se filiar e que está aguardando o governador interino, Carlos Henrique Gaguim (PMDB), retornar de Brasília para conversarem. Porém, adiantou que já recebeu convites de diversas siglas, tais como PTB, PV, PPS, PP, PR, PSB e PDT. Após sua fala, o deputado Júnior Coimbra (PMDB) também o convidou para integrar o PMDB.

“Fui excluido por interesses próprios”, disse. Ele agradeceu um a um dos que o defenderam na reunião e disse, se dirigindo à deputada e primeria-dama de Palmas, Solange Duailibe(PT), que sempre estará à disposição de Raul Filho (PT), prefeito da Capital, como forma de agradecer à defesa feita pelo prefeito em seu favor.

Queiroz afirmou que foi expulso do partido por 21 votos, mas declarou que “21 mil filiados” eram a favor que ele permanecesse no partido. O deputado votou a dizer que sempre respeitou o PT e que, no episódio da eleição de Augustinópolis, apenas exerceu seu “direito democrático” de votar numa candidata que não era a do partido.

Ele disse que o PT é o partido que faz a sua “identidade” e que vai continuar “com o espírito de petista e de amor pelo partido”.

Queiroz voltou a lamentar que o PT esteja perdendo um deputado às vesperas de uma eleição, comparando com “o fracasso” do DEM. Para ele, a senadora Kátia Abreu (DEM) está hoje perdendo a sua força, por não saber respeitar os colegas de partido”.

Os parlamentares se solidarizaram a Queiroz, entre eles, a depuatda petista Solange Duailibe. Ela lembrou que o PT é formado por várias tendencias e disse que todas, com execção de uma, era a favor da permanecnia de Queiroz. “Apenas uma não quis, mas por ser mandatária, ter maioria de votos no diretório, expulsaram o deputado”, contou.

O presidente do PT, Donizeti Nogueira, disse no domingo, que todos os membros ficaram livres para votar da forma como considerassem correta.

Queiroz disse que vai conceder uma entrevista coletiva por compreender que “o povo do Tocantins tem que saber porque eu fui expulso”. (Portal CT)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
4 Comments

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Cacique faz denúncias graves contra gestão Paulo Gomes e descaso com saúde de indígena

Publicado

em

Cacique Orlando Apinajé fez um desabafo grave, alertando quando a suposto descaso da Prefeitura de Tocantinópolis, quando a saúde de indígenas no município. O cacique quede socorro das autoridades.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Aquiles manda recado para assentados, “Não sou governado pelo rabo”

Publicado

em

O prefeito de Araguatins, no Bico do Papagaio, Aquiles da Areia (PP), ficou irritado por estar sendo cobrado por moradores de diversas regiões de assentamentos e distritos, por conta das más condições das estradas vicinais, que tem dificultado a vida dessa parte da população que necessita se locomover até a cidade.

O gestor gravou um vídeo e divulgou nas redes sociais, respondendo os críticos. Assista:

Continue lendo

Bico do Papagaio

AUGUSTINÓPOLIS: Estelionatário especialista em falsificação de diplomas de medicina é preso após desligar padrões de energia

Publicado

em

Por força de mandado judicial pelo crime de estelionato, a Polícia Militar realizou a prisão de um homem de 33 anos, na noite de segunda-feira, 24, na cidade de Augustinópolis, no Bico do Papagaio. 

A prisão foi feita pela equipe de policiais militares do 9º Batalhão da PM (9º BPM) e contou com o apoio de um militar que se encontrava de folga e agentes da Polícia Civil, que auxiliaram com informações que levaram a prisão do indivíduo.

As primeiras informações que chegaram para a Polícia Militar davam conta de que moradores da área central da cidade de Augustinópolis estariam amedrontados devido uma pessoa estar desligando o padrão de energia das casas durante a noite.

No local, a PM foi recebida por moradores que disseram para a polícia o nome do possível suspeito da ação e o indivíduo acabou sendo localizado pela equipe de policiais militares e preso. 

Através de consulta ao Banco Nacional de Mandados de Prisão, o sistema apontou que havia um mandado judicial aberto em desfavor do foragido, acusado pelo crime de estelionato. Segundo informações, o indivíduo era especialista em falsificação de certificados escolares e universitários, principalmente de curso de medicina.

O autor foi apresentado na Central de Flagrantes para as providências cabíveis.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze