- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 09 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

Após passagem por Itaguatins, suspeitos de matarem jovem em Palmas são presos em Campos Lindos

POLÍCIA

Mais Lidas

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Campos Lindos, a 473 quilômetros de Palmas, contando com o apoio da Polícia Militar daquele município, prendeu na tarde desta terça-feira,14, Yuri Ítalu Mendanha,24 e Slias Barreira Borges dos Santos, 23. Os dois são acusados de terem assassinado a jovem Patrícia Aline dos Santos,29, no último dia 09 em Palmas.  Segundo a Polícia Civil, Yuri era ex-namorado da vítima e não aceitava o término do relacionamento.

De acordo com o adjunto da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Palmas, o delegado Israel Andrade, os dois foram presos pela equipe do delegado Gustavo Toledo após uma denúncia anônima junto feita à PM de Campos Lindos. Há indícios de que os dois tentavam comprar passagem com nomes falsos com destino a Goiânia (GO).

As suspeitas da Polícia é que após cometerem o crime a dupla teria fugido em direção da região do Bico do Papagaio, tendo inclusive trafegado pelo Maranhão. “Há informações que os dois foram vistos pelos municípios de Estreito e Balsas no Maranhão e Itaguatins, no Tocantins”, afirmou o delegado. Ainda de acordo com o delegado Israel,  os dois teriam vistos nesta terça-feira comprando cerveja em Campos Lindos e estavam no automóvel Fiat Uno vermelho que fora mostrado nas imagens de segurança na véspera do homicídio de Patrícia.

Transferência 

Após serem presos, os dois foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Araguaína e posteriormente serão encaminhados para a Casa de Prisão Provisória (CPP) até serem transferidos para Palmas. De acordo com o delegado Israel Andrade a previsão é que os dois sejam transferidos para a Capital nesta quarta-feira,15. “Após ouvidos os dois serão encaminhados para a CPP de Palmas”, afirmou.

 Sobre os motivos do crime o delegado ressaltou que apenas após as oitivas serão apresentados os fatores resultaram na morte da jovem. “Eles serão autuados pelo crime de Feminicídio, que é o crime baseado em ódio de gênero e podem pegar de 12 a 30 anos de detenção”, afirmou. (Wherbert Araújo)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias