A Polícia Civil do Tocantins deflagrou na manhã desta terça-feira, 24, em Araguaína, na região Norte do Estado, uma ação contra a criminalidade. Com agentes da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) e do Grupo Operacional de Táticas Especiais (GOTE), a ação cumpriu quatro mandados de busca e apreensão expedidos no inquérito que investiga o homicídio de Pedro Henrique Silva Araújo, ex- líder de uma facção de renome nacional, que foi encontrado morto, com pernas e braços amarrados.

No cumprimento dos mandados, foram apreendidas em arma de fogo, tipo revólver, e uma motocicleta de procedência ilícita. Segundo o diretor da DRACCO, delegado Evaldo Gomes, foram presos em flagrante B.N.C.L. e M.J.L. por porte ilegal de arma e por receptação. A arma, segundo o delegado, pode ter sido usada numa execução registrada em Araguaína.

A ação desencadeada nesta terça-feira será intensificada e, simultaneamente a ela, foi instalada uma fora-tarefa para elucidar os recentes homicídios registrados na cidade. Desde a última sexta-feira, 20, foram registrados no município cinco homicídios. No mesmo período do ano passado, foram registrados oito homicídios, o que representa, segundo o diretor da DRACCO, uma redução de 40%.  

As ações em Araguaína integram o planejamento estratégico da Secretaria da Segurança Pública, cuja meta estabelecida no Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (PESSE) é a redução do número de homicídios.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.