Connect with us

Tocantins

ARAGUAÍNA: Caloteira é indiciada por estelionato e furto qualificado contra idoso

Publicado

em

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, através da 27ª Delegacia de Polícia Civil de Araguaína, concluiu, nesta segunda-feira, 4, às investigações referentes à prática de crime de estelionato contra um idoso de 67 anos de idade, fato perpetrado, em tese, por L.N.C.G, de 35 anos de idade. 

Segundo o apurado, a vítima, um idoso de 67 anos, sempre procurava a autora, que é proprietária de uma financeira no centro de Araguaína, para que esta o ajudasse a sacar o seu benefício previdenciário, tendo em vista ser analfabeto. Desse modo, a mulher aproveitou-se da condição de vulnerabilidade da vítima para, primeiro, lhe pedir emprestada a quantia de R$ 2.980,00 (dois mil novecentos e oitenta reais) no momento em que o idoso realizava um empréstimo na boca do caixa de uma instituição bancária.

Posteriormente, o idoso passou a cobrar L.N.C.G. o pagamento do valor emprestado, mas ela sempre adiava o pagamento, alegando dificuldades financeiras, chegando a repassar cheques sem fundos para a vítima. O idoso continuou indo na financeira da indiciada para que esta o ajudasse a sacar o benefício previdenciário, e numa dessas oportunidades, a mulher realizou um empréstimo na boca do caixa, sem autorização da vítima, no valor de R$ 2.900,00 (dois mil e novecentos reais), repassando R$ 2.600,00 (dois mil e seiscentos reais) a vítima, dizendo que este valor era referente ao pagamento do empréstimo que pegou com a vítima.

O delegado Luis Gonzaga da Silva Neto, Titular da 27ª Delegacia de Polícia de Araguaína, concluiu o inquérito policial, sendo L.N.C.G. indiciada pela prática, em tese, dos crimes de estelionato majorado (contra idoso) e furto qualificado pelo abuso de confiança, cuja pena total poderá chegar ao patamar de 15 anos de prisão.

 O caso agora fora encaminhado ao Poder Judiciário para as medidas cabíveis. No dia 09 de agosto deste ano fora deflagrada a “Operação Stellio”, em que foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão contra L.N.C.G., proprietária de uma financeira, localizada no setor Central, em Araguaína, tendo em vista ser investigada em 12 inquéritos pela suspeita da prática de centenas de estelionatos contra diversas vítimas, sendo em sua grande maioria pessoas idosas que não sabem ler ou escrever.

Os mandados foram cumpridos na residência da empresária, onde encontraram uma arma de fogo tipo revólver e munições pertencentes ao seu marido que fora preso em flagrante como incurso no crime de posse ilegal de arma de fogo. Já o outro mandado, foi cumprido na financeira, onde foram apreendidos computadores, celulares e documentos.

 O delegado Luís Gonzaga da Silva Neto representou pela prisão preventiva da empresária e outras medidas cautelares, tendo a justiça negado a prisão, mas deferido os outros pedidos realizados pelo delegado: 1) Comparecimento mensal em juízo para informar e justificar suas atividades; 2) Comparecimento em todos os atos do inquérito e processo; 3) Proibição de ausentar-se da comarca sem autorização judicial; 4) Recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga às 22:00h; 5) Suspensão do exercício das atividades da empresária e da referida financeira.

 Logo, a justiça deferiu a representação, vindo a determinar a suspensão das atividades da empresa mencionada. Segundo o que já foi apurado, a empresária proprietária da empresa, realizava empréstimos para as vítimas, e logo após, de posse das informações pessoais destas pessoas, realizava outros empréstimos sem a autorização daquelas, em que após o dinheiro ser creditado nas contas bancárias das vítimas, a empresária entrava em contato com estas, em que inventava uma história qualquer, havendo casos que uma vítima chegou a transferir os valores creditados em sua conta para a conta da empresária, acreditando na história contada pela suposta autora, vindo após a descobrir o golpe.

 Ainda, há outro caso em que a empresária teria acompanhado um idoso até o caixa eletrônico do banco, vindo a realizar empréstimos bancários e sacando o dinheiro em seguida, sem que o idoso percebesse, pois este acreditava que a empresária o estava ajudando a sacar o benefício da aposentadoria.

Várias destas vítimas procuraram a referida empresária com o fim de reaver o dinheiro, oportunidade em que a empresária dava várias desculpas e prometia que devolveria os referidos valores o mais breve possível, mas nunca ocorria a referida devolução. As investigações estão em trâmite na 27ª Delegacia de Polícia, sob o comando do delegado Luís Gonzaga da Silva Neto, que irá reunir os elementos probatórios cabíveis, vindo em seguida a concluir os citados inquéritos.

Há indícios veementes de que outras pessoas possam ter sido vítimas da finaceira e de sua proprietária. Nesse sentido, a Polícia Civil orienta a todos, que, por ventura, possam ter sido vítimas do golpe que façam o respectivo boletim de ocorrência, devendo em seguida procurar a 27ª Delegacia de Polícia de Araguaína.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Mais de 250 mil tocantinenses não tomaram a segunda dose de vacina contra Covid-19

Publicado

em

O levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), por meio do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde – Integra Saúde, apontou que 252.788 tocantinenses não retornaram aos postos de saúde para completar o ciclo vacinal contra a covid-19, ou seja, não tomaram a segunda dose dos imunizantes.

Deste quantitativo, 27.997 pessoas não receberam o imunizante CoronaVac, 62.748 da AstraZeneca e 162.043 da vacina Pfizer. Ainda segundo o levantamento, no recorte por idade, os mais faltosos são aqueles que possuem de 12 a 19 anos e de 20 a 29 anos. São 75.535 pessoas com idades entre 12 e 19 anos que não procuraram o sistema de saúde para receber a segunda dose dos imunizantes contra a covid-19. Além disso, são 67.794 tocantinenses com idades entre 20 e 29 anos que não completaram o esquema vacinal.

“Novamente, precisamos chamar atenção de toda a população. São dados assustadores e que precisam ser reduzidos urgentemente. Para que isso ocorra, é necessário que as pessoas que ainda não receberam a segunda dose da vacina contra a covid-19 procurem os postos de saúde dos municípios. Estamos recebendo as doses com frequência, mas a população não está procurando a imunização. Por consequência, somos obrigados a reabrir leitos de UTI Covid, o que acaba por comprometer a programação das cirurgias eletivas”, enfatizou o secretário de Estado da Saúde, Afonso Piva.

A gerente de imunização da SES-TO, Diandra Sena, ressaltou que, além de receber segunda dose, é importante que a população também tome a dose de reforço contra a covid-19. “Além da segunda dose, lembramos que já temos a terceira dose – de reforço – que pode ser feita após quatro meses, preferencialmente com o imunizante da Pfizer”, explicou.

Vacinação

Após um mês de instabilidade, causada após ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde, o Vacinômetro – ligado ao Sistema Nacional de Vacinação – voltou a funcionar nesta terça-feira, 18. O Tocantins já imunizou 54,07% da população. Foram 2.706.655 de doses de vacinas contra covid-19 recebidas e 2.064.324 aplicadas. (Mariana Ferreira)

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Saiba como obter cartão que garante vagas de estacionamento para idosos

Publicado

em

Sempre quando vai ao centro da cidade, a aposentada Azélia Rocha consegue estacionar o seu veículo com mais facilidade, benefício que ela atribui ao Cartão do Idoso, documento emitido pela ASTT (Agência de Segurança, Transporte e Trânsito) que beneficia os idosos e portadores de necessidades pessoais nas vagas de estacionamento em vias públicas.

“Depois que eu fiz o cartão melhorou, pois consigo comprovar para as pessoas que sou idosa e estacionar. Temos esse benefício garantido e é muito importante, pois já trabalhamos e contribuímos muito com a sociedade, precisamos ter o nosso direito considerado”, afirmou a aposentada.

Em 2021, 103 novos cartões foram emitidos e 162 realizaram a renovação.  O cartão é emitido na hora e tem validade de três anos.

Como obter o cartão
Para conseguir o cartão de estacionamento, basta ter no mínimo 60 anos e ir até à sede da ASTT, levando os documentos originais e as cópias do comprovante de endereço atualizado, CPF e documento pessoal com foto.  

No caso das pessoas portadoras de necessidades especiais, além desta documentação, é necessário apresentar o laudo médico com número de CID da deficiência.
A agência fica localizada na Avenida Castelo Branco, nº 1.601, atende de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

Mais direitos garantidos
De acordo com a legislação, as empresas de transporte de passageiros devem reservar em cada veículo duas vagas gratuitas por viagem para idosos. Caso essas vagas já estejam preenchidas, o idoso tem direito a um desconto de 50% no valor da passagem.

O documento que garante esse benefício é a Carteira do Idoso Interestadual destinada a pessoas com 60 anos ou mais, com renda individual de até dois salários mínimos mensais. Nos últimos dois anos, a emissão do documento aumentou 69,5%, somando as carteiras intermunicipais e interestaduais. Em 2020, foram emitidas 1.172, enquanto em 2021, esse número aumentou para 1.987.

Como solicitar
Para os idosos que pretendem obter esses benefícios em viagens intermunicipais ou interestaduais, podem procurar pela Secretaria da Assistência Social de Araguaína, responsável pela emissão do documento.

“É confeccionada na hora, a partir de dados do Cadastro Único. Caso a pessoa não tenha sido inscrita, deverá entrar em contato com o CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) mais próximo da sua casa, para ser orientada e encaminhada para inscrição”, explicou a diretora de Proteção Social Básica, Eidila Augusta Mesquita.

Além do Cadastro Único, é necessário comparecer em horário comercial à Secretaria Municipal da Assistência Social, localizada à Rua Humberto de Campos, n° 508, no Bairro São João. Os documentos são: RG, CPF, duas fotos 3×4 recentes, comprovantes de renda e de endereço. (Giovanna Hermice / Fotos: Marcos Sandes)

Continue lendo

Tocantins

PALMAS: Janad Valcari destina emenda para obras de pavimentação da baixada do Aureny III

Publicado

em

A presidente da Câmara de Palmas, vereadora professora Janad Valcari (PODE) destinou parte de suas emendas para a realização de obras de pavimentação asfáltica na baixada do jardim Aureny III, na região sul de capital. Os recursos são oriundos de emendas impositivas que cada parlamentar tem direito e já estão inclusos no orçamento de 2022.

De acordo com a parlamentar, os recursos foram destinados após solicitação dos moradores do bairro que estão convivendo com a falta de infraestrutura no local e que há anos sofrem com a poeira no verão e com a lama no período chuvoso.

A vereadora esteve visitando o bairro e conheceu de perto o sofrimento das famílias. É inadmissível a situação que essas pessoas vivem, pois, aqui é o um dos bairros mais antigos de Palmas e não pode continuar nessa situação.

“Não podemos deixar que o nosso povo continue sofrendo por causa da falta de investimentos do poder público. Quero acreditar que a prefeita fará a pavimentação asfáltica em toda baixada do Aureny III esse ano ainda, pois essa obra, foi motivo de compromisso de campanha eleitoral por parte da atual gestora, porém, ficou no esquecimento após a eleição e os moradores continuaram na poeira no período de seca, e na lama do inverno. Estou fazendo a minha parte como parlamentar, agora a prefeitura tem que fazer a parte que compete a ela”. Frisou Valcari.

Os recursos são oriundos de emendas impositivas que casa parlamentar tem direito e foram destinadas pela presidente da Câmara de Palmas para a realização de obras de infraestrutura na baixada do jardim Aureny III.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze