A Prefeitura iniciou na última terça-feira, 22, a modernização do serviço de iluminação pública de Araguaína. Cerca de 24,5 mil postes terão as luminárias incandescentes substituídas por lâmpadas de LED em toda a cidade. As Avenidas José de Brito, Cônego João Lima, Santos Dummont e Marginal Neblina já estão recebendo a nova iluminação.

Segundo o diretor do Departamento de Iluminação Pública, Francivaldo Oliveira, as quatro vias servirão como referência para a continuidade do serviço. “Nós trocaremos 395 lâmpadas nesta etapa, que servirá como piloto. Os critérios usados depois dos testes fotométricos do novo material e o destino do antigo serão os mesmos para toda a cidade”.

Os trabalhos de modernização trarão uma economia de até 70% de energia e diminuição dos custos de manutenção, além de outros investimentos. A mudança contribuirá com o aumento de até 30% em luminosidade. “Essas lâmpadas trarão mais segurança para a população, porque as ruas ficarão mais iluminadas”, afirmou o diretor.

Projeto sustentável
Além de sustentável ecologicamente, a substituição das lâmpadas é economicamente viável. A modernização está sendo feita com recursos da própria contribuição de iluminação pública, sem que seja necessário o aumento de tarifa para o contribuinte. “De acordo os cálculos, em cerca de cinco anos o investimento feito estará pago pela própria economia dos gastos com a iluminação”, acrescentou o secretário da Infraestrutura, Simão Moura.

Cronograma
As instalações seguem o cronograma de manutenção que é estabelecido por zonas geográficas, e deve terminar em seis meses. A área urbana de Araguaína é separada em 12 zonas. A 1ª é o Centro Expandido, compreendido entre a Avenida Dois de Julho, Marginal Neblina e as ruas das Mangueiras e Dom Bosco. Na região, serão trocadas cerca de 2.500 luminárias. (Marcelo Martins/Foto: Marcos Sandes)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.