Connect with us

Tocantins

ARAGUAÍNA: Construção de prédios mostra a valorização imobiliária no município

Publicado

em

A construção da Via da Lago, Parque Cimba, unidades de saúde e escolares, pavimentação de 600 quilômetros de ruas em diversos setores, crescimento de 272% na rede coletora de esgoto e 55% na rede água tratada são algumas das obras que trouxeram nova cara para Araguaína. Desde 2013, a cidade tem recebido investimentos em infraestrutura que vêm contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e valorização imobiliária do Município, além de atrair investimentos, entre eles imobiliários.
 
De acordo com dados públicos do Banco Central, Araguaína tinha R$ 358 milhões em financiamentos imobiliários ativos em fevereiro. Em comparação aos outros polos da região, é superior os R$ 243 milhões de Marabá, R$ 184 milhões em Parauapebas e R$ 96 milhões investidos em Balsas. O Município está atrás apenas dos R$ 592 milhões financiados em Imperatriz.
 
Mesmo durante a pandemia, a quantidade de obras na cidade impressiona. Entre elas, dois prédios na região central. Além desses, mais um em fase de licenciamento às margens do Lago Azul. Até o momento, há cinco prédios já erguidos, sendo que dois foram concluídos no ano passado. Tudo isso mostra um início de verticalização urbana e valorização imobiliária crescente.
 
Para o empresário Erick Santos Assunção, que é um desses investidores, as pessoas estão buscando boa localização, conforto e a segurança nos condomínios verticais. “Se o poder público coloca o município para funcionar, a gente vê que fica mais bonita a cidade. Algo que percebi foi a padronização da construção, porque antes até as calçadas eram de alturas diferentes e esse tipo de mudança atrai quem quer investir”, afirmou.
 
Modernização da legislação
Além do investimento público em infraestrutura, outro fator que contribuiu para o surgimento desses empreendimentos foi a nova legislação, que criou regras mais claras com o Plano Diretor e facilitou para que os investimentos sejam feitos.
 
“Dentro dos critérios criados na gestão Ronaldo Dimas, que estabelecem onde pode ser construído um prédio, está o fácil acesso por avenidas, proximidade com o Centro e regiões comerciais”, detalhou o secretário municipal do Planejamento e Tecnologia, Frederico Prado.
 
Também foram revistos os tributos da construção civil. “Nós reduzimos a taxa de outorga onerosa em 50% e permitimos ainda que fosse parcelada”, finalizou Prado.
 
Traz economia
A verticalização urbana ainda é vantajosa para a administração pública porque concentra os serviços públicos. “Se existe em uma rua 20 casas e passar a ter 20 prédios, sairemos de 20 famílias para 400 que são atendidas pelo menos asfalto, iluminação, caminhão de lixo e outros serviços”, explicou, Frederico. (Marcelo Martin/Foto: Marcos Sandes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Suspeitos teriam falsificado mais de R$ 30 milhões em notas fiscais no Tocantins

Publicado

em

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da Divisão de Repressão a Crimes contra a Ordem Tributária (DRCOT), efetuou na manhã desta terça-feira, 29, em Palmas, as prisões de um homem de 23 anos e uma mulher de 29 anos pela prática, em tese, do crime de uso de documento falso.

Conforme informações da Divisão Especializada, por volta das 11h, auditores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) da Delegacia Regional de Palmas/TO realizavam fiscalização na documentação de uma empresa cerealista sediada na Capital quando solicitaram aos administradores do local, (proprietário e gerente) as notas fiscais que justificariam a entrada de produtos agrícolas no estoque.

Após a verificação da documentação apresentada, no valor de R$ 30 milhões, os auditores fiscais da Sefaz-TO perceberam que as notas fiscais possuíam indícios de falsificação. Em seguida, os auditores constataram que algumas das notas fiscais de uma das supostas empresas fornecedoras, uma fazenda em outro estado da federação, seriam inidôneas (falsas), posto que em outra investigação semelhante da Sefaz-TO foi verificado que o proprietário da suposta fazenda já teria falecido há mais de 10 (dez) anos e que, inclusive, a viúva teria registrado ocorrência informando que não mais produzira grãos desde a morte do marido.

Com essas informações e considerando uso das notas fiscais falsas, os auditores fiscais acionaram a Polícia Civil. Uma equipe da DRCOT compareceu até a Delegacia de Fiscalização de Palmas/TO e deu voz de prisão ao gerente e ao proprietário da empresa investigada, conduzindo-os até a unidade policial.

Na delegacia, os dois foram indiciados por uso de documento falso e, após a realização dos procedimentos legais cabíveis, a mulher foi recolhida a Unidade Prisional Feminina de Palmas e o homem foi encaminhado a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). Ambos permanecerão à disposição do Poder Judiciário. As investigações serão intensificadas pela DRCOT no sentido de esclarecer se os dois presos praticaram outros ilícitos.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins tem 66.865 casos confirmados de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta segunda, 28 de setembro, foram contabilizados 164 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 51 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 203.163 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 66.865 casos confirmados da doença. Destes 50.384 pacientes estão recuperados e 15.448 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 922 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

ARAGUAÍNA: Motorista bêbado mata mulher, foge do local, mas é capturado pela PM

Publicado

em

No final da tarde deste domingo, 27, um motorista embriagado provocou um acidente com vítima fatal no km 98 da TO-222 no município de Araguaína. Uma mulher veio a óbito e o condutor fugiu do local, mas foi detido logo em seguida pela Polícia Militar.

Durante patrulhamento, policiais do Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas(BPMRED) foram informados por transeuntes sobre um acidente que acabara de acontecer entre um automóvel e uma motocicleta na altura do KM 98 da TO – 222. Ao chegar no local do sinistro já havia uma aglomeração de pessoas que informaram que o condutor envolvido havia fugido do local em outro veículo.

Como o socorro já havia sido acionado, os patrulheiros do BPMRED focaram em encontrar o autor do acidente. Após buscas pela região, os policiais encontraram o motorista que apresentava sintomas de embriaguez e recusou-se a realizar o teste do etilômetro. 

Testemunhas do acidente informaram que o condutor do veículo dirigia em alta velocidade fazendo “zig zag” na pista e que na hora do acidente havia outras pessoas no veículo que o ajudaram a fugir e intimidaram as pessoas que tentaram impedi-lo.

O acidente deixou uma vítima fatal. A mulher morta no acidente era mãe de uma jovem de 14 anos, que acompanhava a mãe no momento do sinistro. A menor teve fratura na bacia e lesões internas tendo sido levada pelo SAMU ao Hospital Regional de Araguaína onde passou por procedimento cirúrgico.

A motocicleta conduzida pela vítima fatal incendiou-se e ficou totalmente carbonizada. O tráfego no local do acidente ficou interditado por algumas horas e a equipe do BPMRED contou com o apoio de outras viaturas do 2° Batalhão da PM para controle da situação.

Após a liberação do fluxo na rodovia e finalização dos trabalhos, os detidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia de plantão onde foram tomadas as providências cabíveis.

Continue lendo
publicidade Bronze