Connect with us

Tocantins

ARAGUAÍNA: CRAS retoma atividades com atendimento psicossocial a crianças e idosos

Publicado

em

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) 1, localizado no Setor Céu Azul, retornou as atividades na semana passada com o tema “Vivências em Meio à Pandemia”, que busca combater a desinformação e depressão presentes na nova rotina causada pela covid-19. Os atendimentos psicossociais e de exercícios físicos estão sendo realizado de maneira presencial e também remota a crianças e idosos.
 
Dona Zulmira Martins Rodrigues, de 70 anos, é uma das idosas atendidas presencialmente e em grupo e que nesta quinta-feira, 30, participou de ginástica e palestra. “Eu estava com muita saudade porque se não fosse esse grupo eu já estaria toda velhinha entravada”, afirmou. Além do exercício físico, ela conta que sentia falta do contato com as amigas. “Moro com Deus e minha cachorrinha e converso com os vizinhos só pelo portão”.
 
A equipe do CRAS 1 é formada por psicólogo, assistente social, pedagogo e orientador social, e ainda conta com participações de profissionais convidados nos atendimentos em grupo. Desta vez, a enfermeira municipal Adriana Farias falou sobre preconceito contra pessoas que tiveram a covid-19. “As pessoas estão com tanto medo que estão discriminando quem fica doente, como se não fosse possível também pegar a doença”, alertou.
 
Outros atendimentos
Com a pandemia, a equipe criou o projeto CRAS em Casa com Você, para atendimento on-line, principalmente com crianças. “Os pais nos procuram falando que as crianças sentem falta das atividades e estão muito inquietas em casa. Além de não estarem mais indo à escola, estão se sentindo presas”, informou a coordenadora do CRAS 1, Jane Sales.
 
Ainda há as visitas domiciliares em casos de problemas familiares ou pessoas com necessidade em se descolocar. “São vários casos, a maioria sobre violência doméstica. Precisamos acompanhar para prevenirmos a ruptura de laços familiares e preservar quem sofreu a violência”, descreveu Jane.
 
Como participar
Atualmente, 67 famílias são acompanhadas no Programa de Atenção Integral a Família (PAIF) e 312 pessoas estão matriculadas nas atividades oferecidas, entre grupos de atividades de idosos, balet, violão, karatê e capoeira. Essas aulas ainda guardam um controle maior da pandemia para retornarem.
 
Para solicitar um atendimento é preciso entrar em contato pelos telefones (63) 9 99496333 ou 34125152, ou ir até CRAS, localizado na Rua Lontra, quadra 12, lote 29, no Setor Céu Azul. (Marcelo Martin / Foto: Marcos Sandes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Rede de leitos de UTI Covid-19 entra em colapso na região norte do Tocantins e Justiça determina convocação de médicos

Publicado

em

A Justiça acatou pedido do Ministério Público do Tocantins (MPTO) e expediu uma liminar neste domingo, 2, obrigando o Estado do Tocantins a convocar profissionais de saúde do quadro do Hospital Regional de Araguaína (HRA), inclusive aqueles que se encontram em regime virtual de sobreaviso, na quantidade suficiente para o funcionamento integral dos 17 leitos de UTI Covid existentes naquela unidade hospitalar.

Em petição apresentada no sábado, 1º, Ministério Público informou que a rede de leitos de UTI para adultos colapsou em toda a região norte tocantinense, não existindo nenhum leito em operação vago. Isto, apesar de o HRA possuir sete leitos de UTI Covid que estão habilitados porém ociosos, em razão da falta de profissionais médicos.

Na petição, o MPTO também informou que o Hospital Regional de Araguaína dispõe atualmente de 200 médicos, a maior parte deles com vínculo estatutário, e ainda lembrou que é possível a convocação complementar de médicos vinculados a outros órgãos públicos da rede estadual, como Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, para que atuem junto aos sete leitos de UTI Covid que estão ociosos no Hospital Regional de Araguaína.

O Ministério Público está atuando no processo representado pelo promotor de Justiça Saulo Vinhal da Costa, da área de proteção à saúde pública em Araguaína.

Na liminar, o juiz plantonista Carlos Roberto de Sousa Dutra estabeleceu prazo de 24 horas para o cumprimento da decisão e estipulou que caberá ao diretor técnico do Hospital Regional de Araguaína convocar os profissionais de saúde, excluindo aqueles que se enquadram no grupo de risco e fundamentando formalmente esta exclusão.

Em caso de descumprimento da liminar, será imposta multa diária no valor de R$ 10 mil ao Estado do Tocantins.

Segundo especifica a liminar, um oficial de justiça deverá se dirigir ao Hospital Regional de Araguaína para intimar o diretor técnico e o diretor-geral da unidade hospitalar. Para que a decisão seja cumprida durante o plantão judicial, o magistrado registrou que não será necessária a intimação de outras autoridades. 

Continue lendo

Tocantins

Defensoria vai à Justiça para que hospitais privados atendam pacientes do SUS que precisam de UTI para Covid-19

Publicado

em

O Núcleo Especializado em Defesa da Saúde (Nusa) da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) apresentou na noite deste sábado, 1º, petição para que haja determinação para que unidades hospitalares da rede privada do Tocantins recebam pacientes de covid-19 regulados pelo Estado para atendimento em leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) específicos para a doença. O pedido, em caráter de urgência, cita todos os hospitais privados que têm compromisso firmado e homologado na Justiça para esse atendimento, contudo, destaca o Hospital Oswaldo Cruz que, conforme o Complexo Regulador do Estado, teria se recusado a atender em UTI covid um paciente de 82 anos que já estava no Hospital, mas em leito clínico, obrigando o paciente a ser transportado para outro Hospital.

Na petição, é destacado que já existe o compromisso na Justiça para o atendimento na rede privada de saúde para pacientes de covid-19 regulados pelo Estado, não havendo, portanto, motivo para o descumprimento. Contudo, conforme o Complexo Regulador da Secretaria Estadual da Saúde, na prática o acesso aos leitos na rede privada não tem sido ágil e desburocratizado como deveria ser para a garantia do atendimento adequado.

A petição considera o acordo judicial em vigor, mas, nesse momento, considera principalmente a situação de dois pacientes idosos (82 e 93 anos) que precisam de vaga em UTI covid para terem chances reais de se salvarem da doença. O paciente de 82 anos é de Palmas e estava em leito clínico no Hospital Oswaldo Cruz com indicação para leito de UTI covid; já a paciente de 93 anos, de Araguaína, encontrava-se na Unidade de Pronto Atendimento do Município aguardando vaga.

“O risco de morte diante da falta de articulação e cooperação é gritante, sendo crucial a atuação do Poder Judiciário para fazer valer o acordado nestes autos, bem como delinear a otimização dos escassos recursos ainda existentes na luta contra a covid-19 no que tange aos leitos de tratamento.”, destaca o defensor público Sandro Ferreira, coordenador em substituição no Nusa. Na petição, ele considera que há situação de colapso em curso, com a possibilidade de perdermos vidas por falta de atendimento adequado e conclui que o pedido busca justamente prevenir óbitos que podem ser evitados.

Pedidos

À Justiça, o Nusa requer que seja ordenado aos seguintes hospitais o recebimento de pacientes encaminhados pelo Complexo Regulador, dentro das vagas de UTI covid já determinadas em decisão proferida no mesmo processo: Oswaldo Cruz (cinco vagas); Instituto de Terapia Intensiva de Palmas (cinco vagas); Hospital Palmas Medical (cinco vagas) e Hospital Santa Thereza (dez vagas).

A Defensoria Pública também requer que seja ordenado ao Complexo Regulador do Estado que providencie, de forma imediata, a regulação das vagas de UTI exclusivas para pacientes com covid-19, de acordo, solicitadas e ainda não atendidas.

O pedido não foi atendido inicialmente e o Juiz plantonista pediu informações ao Estado em até 48 horas. Conforme o Defensor Público, o prazo é desproporcional diante da gravidade da pandemia e do caos de leitos instalado e entrou com um recurso, informando que já houve óbito na Unidade de Pronto Atendimento em Araguaína ontem, 1º, relatando que a Unidade seguia lotada, bem como os demais hospitais da cidade. O pedido agora aguarda decisão pelo Tribunal de Justiça do Tocantins.

Continue lendo

Tocantins

Confirmações de óbitos por Covid-19 continuam altas no Tocantins. Neste sábado são mais 9

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que neste sábado, 01 de agosto, foram contabilizados 522 novos casos confirmados para Covid-19. Desta forma, hoje o Tocantins acumula 25.346 casos confirmados da doença, destes 15.414 pacientes estão recuperados e 9.542 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 390 óbitos.

O destaque continua sendo o alto número de mortes oficializadas. Neste sábado foram mais 9 óbitos: Araguaína (4), Palmas (3), Paraíso (1) e Tabocão (1).

A SES como estratégia para manter a regularidade da realização dos exames de RT– PCR, até o abastecimento dos insumos, está encaminhando algumas amostras coletadas pelos municípios para o laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no Rio de Janeiro, além de continuar a realizar as análises no Estado.

Das análises encaminhadas, a Fiocruz liberou no dia 31 de julho, 406 amostras, destas 235 foram positivas. O Lacen realizou, na mesma data, 717 análises, destas 246 foram positivas.

Devido à instabilidade do sistema oficial do Ministério da Saúde de notificação da Covid-19, os municípios tocantinenses não estão conseguindo alimentar a base de dados em tempo oportuno, e o Estado não está tendo acesso aos novos casos deste sistema, o que pode provocar um aumento expressivos nos próximos dias, quando a base for regularizada.

Este quantitativo se refere a casos novos de vários dias de coleta de exames, não podendo ser considerado um aumento de casos nas últimas 24hs.

Veja o boletim completo clicando AQUI

Continue lendo
publicidade