Connect with us

Tocantins

ARAGUAÍNA: Em quatro meses de combate à Covid-19, avança em ações de enfrentamento

Publicado

em

Já são quatro meses desde que o primeiro caso suspeito da covid-19 foi identificado em Araguaína, em 16 de março. Desde o início, foram tomadas as primeiras medidas de contenção da doença no Município. Além da capacitação imediata dos profissionais da saúde, a Prefeitura de Araguaína preparou a UPA e as Unidades Básicas de Saúde, definindo algumas para serem referência no atendimento a casos suspeitos, o que gerou mais segurança à população.

“Assim como em todo o mundo, a pandemia chegou exigindo ações rápidas e eficazes, mesmo diante de uma realidade nova. Araguaína saiu na frente com todo empenho do prefeito Ronaldo Dimas, dos profissionais da saúde e das demais secretarias em uma união de forças para seguirmos no combate à covid-19”, destacou a secretária municipal da Saúde, Ana Paula Abadia.

Hospital de campanha

O prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vila Norte foi reformado e passou a funcionar como o primeiro hospital de campanha para pacientes em tratamento da covid-19 do Tocantins.

Atualmente mais de 100 pessoas entre médicos, farmacêuticos, bioquímicos e outros profissionais trabalham no Hospital de Campanha de Araguaína que conta com 20 leitos clínicos e 5 de UTI para casos mais graves da doença. Novos 20 leitos foram abertos, na semana passada, com isso a unidade conta agora com um total de 40 leitos, passando para 30 o número de leitos clínicos e 10 de tratamento intensivo (UTI).

Mais uma unidade
Até o final de setembro, Araguaína terá mais um hospital de campanha para tratamento de pacientes com covid-19. Serão 60 leitos, sendo 20 Unidades de Terapia Intensiva e 40 clínicos. A obra faz parte da primeira etapa do prédio próprio do Hospital Municipal Eduardo Medrado (HMEM) e prevê um investimento inicial de R$ 9,7 milhões.

UBS de referência

Além do Hospital Municipal de Campanha, Araguaína conta atualmente com quatro UBS de referência para atendimento a pessoas suspeitas, um anexo na UPA foi aberto para atender a casos com sintomas mais elevados de pacientes suspeitos, além da abertura de um novo ponto de coleta de exames.

A Prefeitura de Araguaína e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram mutirão de atendimento aos caminhoneiros que passam pela cidade atravessando a BR-153 em postos de combustível. Entre os serviços oferecidos no local estavam a testagem rápida e coleta de swab para coronavírus, consultas médicas, além da vacinação contra a gripe e outros. Um local foi criado para acolhimento e isolamento dos motoristas que testaram positivo para a covid-19.

Telemedicina e Telecovid

Com a suspensão das consultas presenciais no Ambulatório Municipal de Especialidades Médicas (AME), a Prefeitura de Araguaína, por meio do Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), iniciou o projeto telemedicina. A cidade é uma das únicas do País a manter o atendimento por vídeo chamada, que conecta o médico com o paciente portador de alguma doença crônica.

Os atendimentos on-line são realizados também a pacientes com sintomas da covid-19, por meio do Telecovid, como forma de incentivar o isolamento social, disponibilizando consultas médicas a pessoas com quadros gripais, por meio do WhatsApp. 

 Testagem

Araguaína é a cidade que mais realiza testes da doença no estado, desde o dia 25 de março, quando adquiriu a primeira remessa de testes rápidos para a covid-19, até o último dia 14 de julho, foram 23.416 testes realizados na rede pública municipal para diagnóstico da doença, segundo os dados da Vigilância Epidemiológica.
 
Considerando apenas os números da rede pública municipal, o índice de testagem é de 5.732 exames para cada 100 mil habitantes, sete vezes maior que a média nacional, de 766 testes para cada grupo de 100 mil pessoas.
 
No comparativo com o Tocantins, que tem índice de 538 testes para cada 100 mil habitantes, a média de Araguaína é quase dez vezes maior e é também maior do que a média de todos os estados, segundo dados divulgados pelo site G1, com base nos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e das secretarias estaduais de Saúde.

Assistência social

Durante a pandemia, o Município está auxiliando as famílias em vulnerabilidade social e financeira com cestas básicas, cestas verdes, kits de higiene e com o banho solidário. De março, até agora, já são mais de 40 mil atendimentos.

Até a última semana, foram entregues 36.500 cestas básicas, 1.905 cestas verdes e 1.808 kits de higiene. As cestas são ofertadas aos profissionais autônomos que estão impossibilitados de trabalhar em virtude da pandemia, como mototaxistas, vendedores ambulantes, garçons, churrasqueiros, feirantes, músicos, entre outros.  (Adriana Santana/Fotos: Marcos Sandes)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins tem 66.865 casos confirmados de Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta segunda, 28 de setembro, foram contabilizados 164 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 51 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 203.163 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 66.865 casos confirmados da doença. Destes 50.384 pacientes estão recuperados e 15.448 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 922 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

Confira o cronograma de interdições de ruas para obras de água e esgoto em Araguaína e Colinas

Publicado

em

A BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de saneamento em 47 cidades do Tocantins, está realizando a implantação de redes de esgoto em novas áreas de Araguaína e Colinas do Tocantins, na região norte do estado.

O projeto, que tem como objetivo melhorar a qualidade de vida da população por meio do saneamento básico, contempla a substituição de 24,1 km de redes de água e 33,7 km de redes de esgoto, que beneficiarão mais de 2 mil famílias de Araguaína. Na cidade de Colinas, a empresa está expandido as redes de esgoto para novas áreas.

Nesta semana, as equipes continuam trabalhando nas ruas e avenidas do setor Morada do Sol em Araguaína e do setor Santo Antônio em Colinas. 

Confira o cronograma completo das ruas que serão interditadas: 

Setor Morada do Sol em Araguaína

Segunda-feira (28)

Rua 12

Rua C

Terça-feira (29)

Rua B

Quarta-feira (30)

Rua 11

Rua Boa Esperança

Quinta-feira (01)

Rua B

Rua Boa Esperança

Setor Santo Antônio em Colinas do Tocantins

Segunda-feira (28)

Rua Pachorel entre as ruas Goiás e das Flores;

Rua das Flores entre as ruas Pachorel e Joviano;

Rua Pachorel entre as ruas São Francisco e Luiz Alves Guida;

Rua Luz Alves Guida entre ruas Pachorel e Araguaína;

Terça-feira (29)

Rua Goiás entre as ruas Joviano Manoel De Oliveira e Pachorel;

Rua Luz Alves Guida entre as ruas Pachorel e Araguaína;

Rua Pachorel entre as ruas Alves Guida e São João;

Quarta-feira (30)

Rua Joviano entre as ruas Goiás e das Flores;

Rua Das Flores entre as ruas Joviano e Pachorel;

Rua Pachorel entre as ruas São João e São Paulo;

Quinta-feira (01)

Rua São José entre as ruas José Moisés de Araújo e Goiás;

Sexta-feira (02)

Rua José Moisés de Araújo entre a rua São José e Av. Santos Dumont;

Av. Santos Dumont entre as ruas José Moisés De Araújo e Goiás;

Rua São Paulo entre as ruas Pachorel e Santos Dumont;

Sábado (03)

Rua Goiás entre Av. Santos Dumont e rua Joviano;

Continue lendo

Tocantins

Plantio da soja está liberado no Tocantins a partir de 1º de outubro

Publicado

em

Com o fim do vazio sanitário, nesta quinta-feira, 30, abre-se no Tocantins, a janela de plantio da soja para a safra 2020/2021 que tem início no próximo dia 1º de outubro e segue até o dia 15 de janeiro de 2021. O vazio teve início no dia 1º de julho, durante esse período os sojicultores ficaram proibidos de manterem plantas vivas de soja em campo.

Segundo o diretor de defesa, inspeção e sanidade vegetal da Adapec, Alex Sandro Farias Arruda, com abertura da janela de plantio os sojicultores estão autorizados a cultivarem a soja, observando a legislação, referente ao plantio por calendarização. “Nos últimos anos foi estabelecido no Tocantins, o plantio de soja, dentro de uma janela, como uma medida para somar com as demais ações existentes no controle da ferrugem asiática e outras pragas,” disse Alex Sandro.

De acordo com a Adapec, os sojicultores devem obrigatoriamente fazer o cadastro anual de suas áreas de plantio da soja junto ao órgão. O arquivo está disponível no site adapec.gov.to.br, após baixa-lo, o produtor deve preenchê-lo, e em seguida já com a guia de pagamento efetuada, deve entregar todas as documentações, preferencialmente no escritório da Adapec do seu município. O produtor tem até cinco dias úteis após o fim da janela de plantio para efetuar o cadastramento da área.

“Estamos finalizando o período do vazio sanitário no Tocantins, onde a Adapec mesmo em meio a pandemia monitorou em todo o Estado, propriedades que cultivaram soja na última safra orientando os produtores a não manterem plantas vivas no campo, com isso, mantemos o controle sobre a ferrugem asiática para continuarmos produzindo cada vez mais grãos com qualidade,” disse o presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha.

Dados

Na última safra, foi cultivada no Tocantins, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), uma área de pouco mais de 1,17 milhão de hectares.

Continue lendo
publicidade Bronze