- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 23 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: Investigação revela abusos sexuais cometidos por avô contra suas duas netas

Mais Lidas

Dando continuidade às ações de combate aos crimes praticados contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes, na tarde desta quinta-feira, 13, a Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por meio da 2ª Delegacia de Atendimento à Vulneráveis (DAV – Araguaína), efetuou a prisão de um homem de iniciais M.L.S., de 55 anos, o qual é investigado pela prática de dois crimes de estupro de vulnerável contra suas duas netas. 

Comandada pelo delegado Charles Arruda, o procedimento foi realizado em cumprimento a dois mandados de prisão preventiva, em que o indivíduo é apontado como autor de dois estupros praticados contra duas netas que, à época dos fatos, tinham 11 e nove anos de idade.  “Após as investigações conduzidas pela Polícia Civil foi possível reunir indícios suficientes de autoria e materialidade, os quais apontavam para o indivíduo, que então passou a ser procurado pela Polícia”, frisou o delegado. 

Com base nas investigações, foi representado pela prisão preventiva do suspeito, a qual foi deferida pela Vara Especializada no Combate a Violência Doméstica e Familiar Contra à Mulher de Araguaína. De posse das ordens judiciais, os policiais da 2ª DAV, passaram a diligenciar a fim de encontrar o paradeiro do homem, que foi localizado em uma área de invasão, na zona rural do município de Palmeirante, quando então foi preso. 

“Trata-se de um caso muito grave, em que o homem se valendo da proximidade e do parentesco com as vítimas, passou a praticar os abusos sexuais contra as mesmas, que sofreram por um longo período com o comportamento criminoso do próprio avô, que inclusive ao saber que estava sendo procurado, passou a fugir das autoridades a fim de não ser localizado”, disse o delegado Charles. 

Ao ser preso, o homem foi conduzido até a 5ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, onde após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à Unidade Regional Penal de Araguaína, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias