- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 16 / julho / 2024

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ARAGUAÍNA: Mais de 800 atletas disputam a 31ª Corrida de Rua do Trabalhador

Mais Lidas

Em Araguaína, o mês de maio começou com muita chuva e a realização da 31ª Corrida de Rua do Trabalhador, neste feriado do dia 1º, segunda-feira. Mais de mil atletas se inscreveram na competição e 850 pegaram os kits de identificação que habilitavam para a disputa da prova, que contou com a participação de atletas da cidade, do Distrito Federal e dos estados de São Paulo, Goiás, Pará, Maranhão e Piauí.
 
A prova contou com o suporte da ASTT (Agência de Segurança, Transporte e Trânsito) para sinalização e acompanhamento do percurso, GMA (Guarda Municipal de Araguaína), Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. “Quem é adepto da corrida pratica por paixão e estamos aqui para dar todo esse apoio, não importa se faz sol ou chuva”, afirmou o prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, na abertura do evento.
 
Devido ao clima chuvoso, a largada prevista para às 7 horas foi adiada em uma hora. Durante esse tempo, os atletas fizeram exercícios de aquecimento no Complexo Poliesportivo Pedro Quaresma, local escolhido para início e fim da corrida. Os competidores percorreram também as avenidas Via Lago, Marginal Neblina, 13 de maio, Prefeito João de Sousa Lima e Filadélfia.
 
Linha de chegada
O primeiro a cruzar a linha de chegada e concluir a prova de 9 km, em 31 minutos e 18 segundos, foi o atleta Adelson Alves Rodrigues, da cidade de Barão de Grajaú (MA), localizada a quase 684 km de Araguaína.  “Clima muito agradável para correr e tive essa felicidade da vitória, também quero parabenizar a organização do evento”, contou o primeiro colocado.
 
Esporte crescendo na cidade
Na categoria Veterano I, Athilla Cavalcante foi o atleta araguainense que alcançou em 32 minutos e 50 segundos o primeiro lugar. Ele participa das edições da Corrida de Rua do Trabalhador há 10 anos e notou uma diferença. “A cada ano está melhor, antigamente tinha poucos corredores em Araguaína e hoje temos muitos”, ressaltou Athilla.
 
Exemplo de força
O esportista Segundo Félix, mais conhecido como Machadinho, por meio da musculação se preparou nos últimos meses para participar da corrida. Ele se locomove com auxílio de uma cadeira de rodas, devido a paraparesia, doença que provocou a perda parcial das funções motoras dos membros inferiores. Para ele, quando o assunto é saúde não há empecilhos.
 
“Me senti muito valorizado, porque tudo que nós não queremos da sociedade é pena, somos força, coragem e determinação. Uma limitação física não define aquilo que sou”, relatou.
 
Categorias e premiação
A competição foi dividida em sete categorias masculino e feminino, sendo elas: Elite, Juvenil (de 14 a 19 anos), Adulto (de 20 a 29), Veterano I (de 30 a 39 anos), Veterano II (de 40 a 49 anos), Veterano III (50 a 59), Veteraníssimo (acima dos 60 anos). Ao todo foram entregues 500 medalhas, dessas 70 para os cinco primeiros colocados por modalidade e as outras 430 para os primeiros colocados na modalidade geral.
 
Com uma premiação total de R$ 32.600, os cinco primeiros colocados da modalidade Elite receberam entre R$ 2.500 a R$ 600. Já para as demais categorias a premiação foi no valor de R$ 550 a R$ 200.
 
Resultado
Elite Masculino
1º – Adelson Alves Rodrigues;
2º – Gustavo Barros de Souza;
3° – Noel dos Reis Alves;
4º – Jonatam Lima Silva;
5º – Antônio Kennedy de Sousa Lima.
 
Elite Feminino
1ª – Regiane Braga de Souza;
2ª – Letícia Pereira Oliveira;
3ª – Juliana Pereira da Silva;
4ª – Maria Barroso da Costa Filha;
5ª – Rozilene Silveira de Jesus.

- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Últimas Notícias