A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos – Denarc, núcleo de Araguaína, deflagrou, na tarde desta quinta-feira, 5, naquela cidade mais uma operação de combate ao tráfico de drogas, que resultou na apreensão de várias porções de entorpecentes e na prisão de quatro pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas no município do norte do Estado.

De acordo com o delegado Alexander Pereira da Costa, titular da Denarc e responsável pelo caso, há algum tempo, os policiais da Denarc vêm realizando monitoramento no imóvel situado nas imediações da Avenida Filadélfia devido a suspeitas de que seu proprietário estaria utilizando a própria residência como ponto de venda de drogas. Sendo assim, na tarde desta quinta-feira, os policiais civis da Denarc estavam novamente de campana no local quando perceberam grande fluxo de usuários entrando e saindo da casa no intuito de adquirir drogas no local.

Desta maneira, decidiram ingressar no imóvel onde abordaram H.F.B, dono do imóvel, P.R.A.L, comparsa de H.F.B, além de duas mulheres, de iniciais E.M.A.S e C.D.A.S. Em um primeiro momento, um dos homens ainda tentou fugir pelos fundos do imóvel, mas foi contido e detido pelos policiais civis. Em seguida, os agentes passaram a realizar uma busca minuciosa no local onde localizaram em poder de P.R.A.L, indivíduo responsável pelo armazenamento e distribuição da droga sob comando de H.F, dezenas de porções de crack, já devidamente embaladas e prontas para a venda, bem como R$ 300 reais em espécie.

Em continuação às buscas, os policiais civis localizaram em outros cômodos do imóvel várias porções de maconha, cocaína, uma pedra grande de crack, além de mais dinheiro em espécie, sendo notas de baixo valor e 1kg de moedas. Além disso, dentro do guarda-roupa de H.F.B. foram encontrados dois comprovantes de saldo bancário de titularidade daquele, além de R$ 500 em espécie e fracionados em notas de R$ 50, R$20, R$10 e R$5. Também foram apreendidos vários relógios e celulares sem comprovação de origem lícita.

Diante dos fatos, os quatro indivíduos foram conduzidos à Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Logo após a realização dos procedimentos legais cabíveis, os dois homens foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA). Já as duas mulheres foram recolhidas a Unidade Prisional Feminina de Babaçulândia. Todos os presos permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.