- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 06 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

ARAGUATINS: Acusado de perseguir e ameaçar ex-companheira é preso

Mais Lidas

A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 1ª Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher e Vulneráveis (1ª DEAMV) de Araguatins, em mais uma ação de combate aos crimes de violência doméstica contra mulher, prendeu nesta quinta-feira, 23, um homem de 41 anos. Ele é suspeito pela prática dos crimes de lesão corporal e stalking, que é a perseguição incessantemente à vítima, e foi capturado, mediante cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedido pela Vara Criminal da Comarca de Araguatins, no extremo norte do Estado.

De acordo com o delegado-chefe da 1ª DEAMV, Eduardo Morais Artiaga, com o fim do relacionamento, o indivíduo passou a perseguir a vítima de forma reiterada perturbando sua esfera de liberdade, por vigiá-la dia e noite, inclusive com relatos de monitoramento noturno de sua residência.

“As investigações da PC-TO apontaram  que o autuado chegou a falar para a vítima que se ela não fosse dele não seria de mais ninguém – ‘se tu não vai ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém’ -. Inclusive nessas investidas causava intenso sofrimento físico e psicológico à vítima”, disse a autoridade policial.

As medidas protetivas à vítima não intimidaram o suspeito. “Mesmo com medidas protetivas impostas pelo Poder Judiciário para que o homem não se aproximasse ou tivesse qualquer tipo de contato com a vítima, os relatos de perseguição intensa continuaram”, informa o delegado Artiaga. No entanto, após o descumprimento das medidas protetivas de urgências, o Poder Judiciário expediu mandado de prisão preventiva, momento em que a Polícia Civil intensificou as investigações e diligências e conseguiu efetuar a prisão do suspeito.

Depois de ser localizado e preso, o homem foi conduzido até à sede da 1ª DEAMV, onde a autoridade policial deu cumprimento à ordem judicial. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública de Araguatins, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Conforme o delegado Eduardo Artiaga, o ocorrido deve servir de alerta a todas as mulheres que estejam sofrendo algum tipo de violência doméstica, seja ela física, sexual ou psicológica, ou mesmo sendo vítimas de stalking, que é a perseguição incessante, para que procurem o mais rapidamente a Polícia Civil para que as providências sejam adotadas e o agressor seja identificado, localizado e preso. “É de suma importância que todas as vítimas de violência perpetradas por parceiros ou ex-parceiros busquem a ajuda dos órgãos competentes e da Polícia Civil no sentido de romper o ciclo de violência e preservar sua própria integridade física e psicológica”, ressaltou a autoridade policial. (Rogério de Oliveira)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias