O agricultor Vicente Rivaldo Borges da Silva, de Araguatins, melhorou a produtividade no cultivo de melancia e maracujá em sua propriedade

O agricultor familiar Vicente Rivaldo Borges da Silva, do Projeto de Assentamento Tobasa, em Araguatins, melhorou a produtividade e ainda conseguiu reduzir os custos na produção de melancia e maracujá em sua propriedade. Tudo isso, devido ao incentivo do Convênio Oportunidade, fruto de parceria firmada entre o Governo do Tocantins, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para prestar assistência técnica aos produtores rurais com renda de zero a quatro salários mínimos.

Antes da assistência técnica do Ruraltins, o senhor Ilton, como é conhecido, morava na cidade, com o incentivo do Convênio Oportunidade, foi possível voltar para sua propriedade no início do ano, e hoje colhe os frutos do seu empenho em parceria com Ruraltins. “Quando cheguei aqui as pessoas diziam que a terra era fraca, pra mim fraco é quem não quer trabalhar! Faz oito meses que comecei a trabalhar na terra e não tem faltado maracujá para meu consumo e agora já estou vendendo, já tenho pra quem vender ao preço de nove reais o quilo”, comemorou.

O engenheiro ambiental do Ruraltins de Esperantina, Janilson de Brito, é um dos técnicos que acompanha o plantio na propriedade e explica como começou o trabalho de assistência técnica: “Começamos aqui com orientação do plantio de maracujá, de um projeto de doações de mudas realizado pelo Ruraltins, e, com o interesse dele, ingressamos no atendimento por meio do Convênio Oportunidade, com a cultura da melancia”, disse.

Ainda segundo o engenheiro ambiental, a equipe de assistência técnica buscou facilitar ao máximo a produção do senhor Ilton, aproveitando os recursos disponíveis na propriedade ou na região para implementar a primeira cultura. “Aproveitamos os insumos que ele tinha na propriedade, utilizando da maneira mais fácil para não encarecer o processo produtivo, já que ele não dispunha de recursos por ser recém-chegado na propriedade”, explicou.

O Convênio Oportunidade tem como objetivo fortalecer os serviços de assistência técnica e extensão rural

No acompanhamento, entre as estratégias para dar continuidade a produção, durante o período de estiagem foi a cultura irrigada, e ainda implementar outras produções de ciclo curto para garantir a renda da família. A sugestão foi o plantio de melancia, onde a equipe de assistência entrou com as recomendações de adubação e controle de pragas com o preparo de defensivos naturais de produtos extraídos da região. “O resultado dessa cultura foi a colheita de cerca de seis mil quilos de melancia e a lucratividade das vendas com a parceria do PNAE [Programa Nacional de Alimentação Escolar]” explicou o engenheiro agrônomo Jesus Tadeu Monteiro, que também faz parte da equipe de assistência técnica na propriedade, junto com a técnica em agroecologia, Maria Valcinaíde Soares.

Convênio Oportunidade

O Convênio Oportunidade tem como objetivo fortalecer os serviços de assistência técnica e extensão rural no sentido de garantir o aumento da renda, melhorias na gestão da propriedade e na qualidade de vida das famílias que vivem no meio rural.

O convênio tem prazo previsto para encerrar em dezembro deste ano, porém o Ruraltins trabalha no sentido de fazer um aditivo por mais três anos, e assim garantir a continuidade das ações.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.