A 29ª edição dos Jogos Estudantis do Tocantins (JETS) encerrou neste sábado 15/06/2019 a etapa regional, realizada em Araguatins, as disputas iniciaram na quarta-feira e participam do JETS alunos em idade escolar, 12 a 17 anos, nas modalidades: atletismo, tênis de mesa, xadrez, natação, futsal, voleibol, handebol e voleibol de praia.

A Escola Arte de Crescer foi campeã invicta na fase Municipal e na fase Regional na modalidade futsal de 12 a 14 anos. A vitória da final foi de 4X2, contra o time de São Sebastião, garantiu a vaga da escola na fase Estadual, que será realizada em Palmas.

Nos últimos dois anos a escola vem investindo no esporte, não só no futsal, mas nas modalidades handball, voleibol e xadrez feminino e masculino.

Para a coordenadora Ana Clara, “este ano com a determinação e os trabalhos desenvolvidos pelo Professor Vagner Torres e pelo Carlos Henrique, pudemos observar a união entre os alunos/atletas, o envolvimento da torcida que a cada minuto vibrou e comemorou cada etapa, esses valores são nossas maiores vitórias”.

Jets

Idealizado pela Secretaria de Educação em 1989, os Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) se tornaram um importante instrumento de desenvolvimento integral dos alunos dos ensinos fundamental e médio das redes públicas e particular do estado do Tocantins. Através da vivência esportiva nos Jogos, os alunos desenvolvem suas habilidades físicas e sociais.

Historicamente, os Jogos propõem o desenvolvimento de ações socioeducativas e culturais, uma vez que o desporto promove a integração e inclusão social, como está previsto na Constituição Brasileira de 1988, no artigo 217 que o garante como direito social de todos os cidadãos.

Participam dos JETS alunos em idade escolar, 12 a 17 anos, nas modalidades: atletismo, tênis de mesa, xadrez, natação, futsal, voleibol, handebol e voleibol de praia. Os Jogos são divididos nas etapas municipal, regional e estadual. (Ascom)

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.